13 dribles humilhantes do futebol

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Quem será o craque dessa Copa? Candidatos não faltam, como Messi, Kaká, Cristiano Ronaldo e cia. Habilidade e grandes dribles poderão levar as respectivas seleções ao tão sonhado título.

Porém, como na vida, o fim não significa muito se não há diversão no processo. Aproveitando o ensejo, trago uma seleção de dribles vertiginosos e desconcertantes da história do futebol.

Deixo aliás um pedido para os leitores mais atentos que se recordem de outros dribles incríveis e postem aqui nos comentários. Afinal, não dá para lembrar de tudo, além que demos preferência aos craques brasileiros, claro.

Oferecimento: Drible da Pizza Perdigão

Aprenda a fazer esse novo drible (passo a passo aqui), treine bastante e envie seu vídeo pelo site www.dribledapizzaperdigao.com.br

1. Humilhando um time todo (Zlatan Ibrahimovic)

Um jogo comum entre Ajax e NAC Breda pelo campeonato holandês não costuma gerar grandes expectativas. Mas o sueco Ibrahimovic parecia possuído nesse lance, com a bola colada a seus pés, entortando praticamente todo o time adversário num pequeno espaço.

Mereceu o desfecho: golaço.

Link YouTube | Ibrahimovic no Ajax

2. Vai um chapéu aí, Rogério? (Alex)

Este gol do meia Alex, num Palmeiras x São Paulo, dispensa comentários. Mata a zaga do São Paulo com um domínio incrível, deixa Rogério Ceni como barata tonta com um lindo chapéu... e bola na rede. Gol não, golaço.

Link YouTube | Alex contra o São Paulo

3. Lambreta sensacional (Jay-Jay Okocha)

Jogando pelo Bolton contra o Arsenal, o nigeriano Okocha recebe uma daquelas cobranças curtas de escanteio e logo um adversário vem ao seu combate. Eis que Okocha executa uma “lambreta”, encobrindo o adversário, e ainda obtém o controle da bola mais à frente.

Link YouTube | Okocha contra Arsenal

4. No chão (Junior)

O drible em si nem é tudo isso, mas deixar o principal jogador do time adversário duas vezes no chão, no mesmo lance, ainda mais numa final de Campeonato Brasileiro, não é para qualquer um. O maestro Junior protagonizou este lance, contra Renato Gaúcho, no jogo entre Flamengo x Botafogo, em 1992.

Link YouTube | Junior x Renato Gaucho

5. Dois dribles em um (Adriano)

Na época que era de fato Imperador da Internazionale, o atacante Adriano, numa partida contra o Valencia, deu um drible em um adversário onde girava seu corpo pisando com um pé de cada vez na bola, drible esse típico do craque francês Zidane. Porém, nesse lance em especial, além de ter logrado êxito, a bola ainda teve o capricho de passar por entre as pernas do zagueiro. Só faltou o gol.

Link YouTube | Adriano x Valencia

6. Rei do futebol e do jogo de corpo (Pelé)

Uma jogada imortalizada na história das Copas, ocorrida há 40 anos, produzida pelo Rei do Futebol, não poderia deixar de estar aqui. O “quase-gol” mais bonito da história das Copas. Com um genialidade incrível, Pelé deixou o goleiro uruguaio Mazurkiewicz na saudade, dando um drible da vaca sem sequer ter tocado na bola, que na sequência, caprichosamente passou raspando na trave uruguaia.

Link YouTube | Pelé dribla sem tocar na bola

7. Um pra lá, dois pra cá (Robinho)

Robinho anda devendo, mas poucas vezes um jogador foi tão humilhado por um drible como o equatoriano De la Cruz, no jogo Brasil x Equador, pelas eliminatórias da Copa 2010. Sem descrições, a imagem fala por si.

Link YouTube | Robinho deixando o Equador com náuseas

8. Fechem as pernas (Denilson)

Jogo entre Brasil x Paraguai, o atacante Denilson protege a bola junto a bandeira de canto, quando o lateral paraguaio Arce vem com tudo para tomar a bola. Um toque sutil, inesperado, e a bola passa entre as pernas do lateral, como num passe de mágica.

Link YouTube | Denilson vs Arce

9. Drible da vaca de costas (Edmundo)

No jogo entre Vasco x Manchester United pelo Mundial de Clubes de 2000, o atacante Edmundo recebe um passe, e está de costas para o zagueiro Silvestre. Com um toque incrível, faz a bola passar por um lado, e gira para o outro, deixando o zagueiro totalmente perdido. Na conclusão, é gol do Vasco, numa das melhores fases do atacante.

Link YouTube | Edmundo x Silvestre

10. O gênio da grande área (Romário)

Difícil selecionar um só lance do genial atacante brasileiro. Fiquei entre este aqui, num Real Madrid x Barcelona, e aquele elástico no Amaral, num Flamengo x Corinthians. Ambos sensacionais, onde a bola parecia estar colada nos pés do baixinho. O adversário ficou para trás. E o resultado final, não poderia ser outro. Gol.

Link YouTube | Romário contra Real Madrid

11. De passagem (Lionel Messi)

Partida entre Barcelona x Real Madrid. O craque Messi recebe uma bola na direita e avança contra o jogador adversário, Roberto Carlos. Necessita apenas uma pequena ginga para deixar o adversário praticamente no chão e prosseguir com a bola. Longe de ser o drible mais sensacional do craque argentino, mas o Roberto Carlos deve estar perdido até hoje.

Link YouTube | Messi x Roberto Carlos

12. Aula de balonismo (Ronaldinho Gaúcho)

Os jogadores do Athletic Bilbao devem estar procurando a bola até agora. Especialmente o pobre coitado que levou 3 balões...

Link YouTube | Balões do Ronaldinho

13. Arte no futebol árabe

Link YouTube | Sem comentários (não sabemos o nome do jogador)

O Drible da Pizza Perdigão

Aprenda a fazer o drible da pizza:

Link YouTube

Acha que consegue? Na real, a competição está fácil pois muitos fazem um driblezinho bem meia-boca (veja os vídeos de quem já tentou).

Os autores dos melhores vídeos serão convidados a comentar no programa "Fora de jogo", da ESPN. Mas o prêmio é o de menos. O lance é o desafio.

Por isso pedimos que os leitores PdH que forem craques deixem o link do vídeo aqui também nos comentários, depois de enviar oficialmente pelo site www.dribledapizzaperdigao.com.br

Se quiser acompanhar os novos vídeos enviados e o desenrolar da ação com outros prêmios, siga o Twitter @dribledapizza.


publicado em 04 de Junho de 2010, 11:22
7375567d0f2c379b7588ce618306ff6c?s=130

Mauricio Garcia

Flamenguista ortodoxo, toca bateria e ama cerveja e mulher (nessa ordem). Nas horas vagas, é médico e o nosso grande Dr. Health.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura