7 Dicas para organizar sua casa

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Quando escrevi o artigo 7 dicas para o escritório doméstico ideal - das cadeiras ao cartão de visitas!, não imaginava que ele iria gerar um retorno tão positivo.

Aparentemente, trabalhar em casa é uma tendência cada vez mais presente, e este foi um dos artigos mais visitados que já escrevi no Efetividade.net .

Mas organizar a casa de forma efetiva não é um desejo apenas de quem trabalha nela. E não é difícil agregar valor (principalmente na forma de eficiência e produtividade) à sua experiência doméstica com pouco esforço na organização.

Veja abaixo 7 dicas para maior efetividade na organização da sua casa, aplicáveis do menor apartamento de solteiro até a maior casa de família ;-) Após ler, veja também os links e compartilhe com os demais leitores as suas dicas de organização doméstica.

1. Tenha lugares certos para os objetos que você usa regularmente

Não importa se é só você que usa, ou se é compartilhado: simplesmente não há por que não saber onde está o carregador do celular! Que tal deixá-lo sempre na tomada, com o cabo bem fixado e escondido atrás de um móvel, e o conector sempre visível e disponível? Na mesma linha, que tal ter um porta-chaves bonito, bem visível e acessível perto da porta, para tirar as chaves do bolso na hora em que chega em casa, e sempre saber onde elas estão?

E o guarda-chuva - você já parou para pensar o quanto é barato ter um gancho ou cabide para deixá-los pendurados sempre na lavanderia? Até algum tempo atrás, a cada vez que eu ia mandar uma carta, tinha que procurar pela casa os envelopes, os selos e o meu carimbo de remetente.

Qual a solução? Estes 3 itens são usados sempre juntos, então coloquei todos em uma caixa transparente e defini um lugar para ela na escrivaninha. Sempre que falta luz, vale a pena ter a tranquilidade de saber onde está a lanterna, ou as velas (com fósforo, senão não adianta).

2. Tire do caminho o que você raramente usa

Eu moro no sul do Brasil, e gosto de fondue. Tenho 2 ou 3 panelas de fondue, mas mesmo no mais frio dos invernos, não tenho oportunidade de usá-las mais do que 3 ou 4 vezes. Tenho também uma panela de pressão, que uso basicamente para cozinhar pinhão (algo que também só ocorre no inverno).

Mesmo assim, até recentemente eu tinha que deslocar as panelas de foundue e a panela de pressão sempre que queria pegar o fervedor de leite. Faz sentido? Não faz, claro. Arranjei uma boa caixa de plástico com tampa hermética (dessas bem econômicas, de supermercado), guardei as panelas uma dentro da outra e em cima de um armário, e ganhei muito espaço para os utensílios que realmente uso no paneleiro.

Da mesma forma eu encaixotei e etiquetei os CDs que raramente ouço, e ganhei espaço para mais livros na estante perto do computador. Coloquei na estante também um pote opaco para guardar as moedas que insistem em estar no meu bolso quando eu chego em casa, e a cada vez que o pote enche, faço uma doação das moedas para alguma instituição aqui de perto.

3. Coloque em seu caminho o que você não pode esquecer

Eu tenho uma bandeja de saída na sala, perto da porta de casa, e deixo nela (bem visível) qualquer coisa que eu precise ver quando sair - por exemplo, uma conta para pagar na lotérica, ou um relatório que preciso levar para o trabalho.

Para ajudar a conferência da bandeja a virar uma tarefa inconsciente e inevitável, eu deixo ao lado dela o celular (o terminal do carregador também fica ali) e a minha carteira. Algumas pessoas colocam um quadro de avisos e lembretes perto da porta, mas para mim ele funciona melhor na cozinha - onde também fica no meu caminho várias vezes por dia.

4. Itens estratégicos: não concentre, espalhe

Já faz alguns anos que eu percebi que um dos locais em que eu mais usava a tesoura era a cozinha - e tomei a decisão óbvia: comprei uma tesoura de cozinha, com o cabo de outra cor, e coloquei um gancho na parede para tê-la sempre à mão.

Da mesma forma, tenho caneta e papel na mesa do computador, na escrivaninha, no quarto e na porta da geladeira. Embora minha caixa de ferramentas fique guardada em um armário específico, tenho na escrivaninha um alicate universal e uma chave Philips que resolvem uns 80% das minhas necessidades de ferramentas. E tenho 3 tesouras em casa, cada uma em um lugar próprio.

5. Tenha uma caixa de entrada

Fãs do método GTD unanimemente concordam que ter uma caixa de entrada e processá-la regularmente é um dos principais pilares da produtividade pessoal. Ter uma bandeja, escaninho ou mesmo uma caixa de sapatos onde você esvazia os bolsos de toda a correspondência, cartões de visita, recibos, anotações, etc. quando chega em casa, e processa posteriormente, sabendo que estará *tudo* lá.

O mesmo método, com pequenas adaptações, serve para aquela arrumação anual dos armários: pegue uma caixa grande, e deixe lá todos os itens cujo processamento depende de uma decisão posterior, ou é um pouco mais demorado. Assim, você completa a arrumação básica, e sabe onde estão todas as pendências para processamento posterior. Só não vale esconder a caixa depois ;-)

6. Coloque cestos de lixo perto dos locais onde o lixo é produzido

Se o arquivo fica mais perto do que o cesto de lixo, você vai perceber que arquivará vários itens que poderiam ir para o lixo. Tenha um cesto perto da escrivaninha, e outros perto de onde você abre sua correspondência.

7. Estruture seus arquivos pessoais

Todo mundo tem contas pagas, recibos, notas fiscais, receitas, garantias, manuais de instruções e outros papéis que raramente são necessários - mas quando chega a hora de precisar deles, é preciso dispender uma boa dose de esforço até encontrá-los.

E é fácil e barato mantê-los organizados com um arquivo de pastas suspensas. Aquele ali da foto, em plástico transparente, custa cerca de R$ 60,00 no site da Kalunga, mas é possível encontrar alguns menores por até R$ 25,00 - e é um dos itens que mais fazem diferença na organização doméstica.

Estas são as minhas 7 dicas. Compartilhe as suas nos comentários!


publicado em 10 de Maio de 2007, 16:46
4c050fb4ac54acbae31e222cb7ca5365?s=130

Augusto Campos

Augusto Campos é autor convidado da Papo de Homem e também é o criador do excelente blog Efetividade.net

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura