8 Lições da Briga de Mulher

Sim, de mulher.\r\n\r\n 1. Para vossas namoradas lerem.\r\n\r\n 2. Porque temos leitorAs nesse site também.\r\n\r\n 3. Porque ‘briga’ é sempre ‘papo de homem’.\r\n

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Sim, de mulher.

1. Para vossas namoradas lerem.
2. Porque temos leitorAs nesse site também.
3. Porque ‘briga’ é sempre ‘papo de homem’.

mulher-briga

Primeira Lição: Não esteja motivada a brigar

Então, vamos lá.

Mulheres, repitam essa frase como um mantra. Homens, briga de mulher só é legal de assistir quando não é sua namorada que está lá no ringue, então, diga isso pra sua namorada também:

Nenhum homem do mundo vale tanto a pena para você brigar (literalmente) por ele.

Nenhum. Nem o seu namoradinho romântico, nem o gostoso-cobiçado que sempre foi seu sonho e finalmente você está pegando, nem seu pai, nem o Papa, nem mesmo Jesus. Aposto que na adolescência ele pegava mais de uma ao mesmo tempo só impressionando elas com água transformada em vinho.

E digo isso porque toda briga de mulher sempre tem um maldito homem motivando a parada. Pode ter 500 motivos, um deles, vai se chamar Ricardo ou Tiago ou Leonardo...

Só vale brigar se for movida pelo instinto maternal, como minha musa inspiradora Lucivânia:

link para o vídeo

Segunda lição: Por via das dúvidas, peça pro seu namorado te ensinar o básico da porrada masculina

Ele vai ficar feliz (todo homem acha que sabe brigar) e você vai se divertir dando socos nele. Eu aprendi que um murro eficiente tem que ter os dedos da mão fechados e retos, se não você vai acabar quebrando um deles.

Você vai entender porque pode precisar disso mais pra frente.

Terceira Lição: Não seja barraqueira

A briga deve ser evitada, e tudo o que pode levar a briga. Não faça barraco! Não perca a pose! Seja uma diva. Seja superior.

A vagabunda esta dando mole descaradamente pro seu namorado? Abrace ele, dê um beijo na boca de dar inveja.

“Oi, Laurinha (mentalmente: ‘sua piranha!’), tudo bom? Nem vi que você estava aí! Amor, vamos comigo ali pegar uma cerveja?”.

A baranga está agarrando ‘a força’ seu gatito? Olhe pro seu namorado, faça cara de decepção e saia – ele tem força suficiente para tirar a garota de cima e ir atrás de você. Enquanto caminha rumo à saída tremendo de raiva, repita mentalmente “Eu sou superior a essa putinha”.

Lembre-se:

1. Não se sinta intimidada a reclamar com a kenga, por mais que ela abra um sorriso malicioso. Melhor nem abrir espaço pra discussão.
2. O cara tem que vir atrás de você e não o contrário.
3. A perdedora é ela, que está fazendo de tudo pra alguém comer a bºc3t@ floreada de herpes dela.
4. Só mulherzinhas têm a auto-estima baixa o suficiente pra ficar se importando com o que piriguetes dizem.

Quarta lição: Se ela começar o barraco, termine

Todo mundo vai parar pra assistir o bate-boca de vocês e isso não vai ser legal. Por mais que você esteja com a razão, quando os argumentos dela acabarem, ela vai surtar, porque não vai aceitar sair por baixo. Então ela vai apelar pra uma bofetada na sua cara.

Deixe ela achando que você concorda com ela, e evite o confronto Unha x Unha. Não se abale com nada que ela disser. Diga que não é mulher de barraco, que aquela discussão acabou, saia andando rápido dali.

Quinta Lição: Se lembre de que agressão entre mulheres também é crime

Se todo esse papo de ser superior e não se abalar não entrou na sua cabeça ainda, se contente com esse fato. Para mais informações, consulte o item 8 de 10 Dicas para se dar bem numa Briga, do Igor Alexandre. (Sim, colei mesmo.)

E mais uma coisa: sou capaz de apostar, que se vocês forem parar na delegacia, ainda vão rir da cara de vocês quando estiverem contando a história.

Sexta Lição: Se é em legítima defesa, manda ver

Se não tiver nenhum cidadão com um mínimo de boa vontade pra acalmar a nervosinha e apartar a pré-briga, então o jeito é se defender.

Deus fez as mulheres tão rivais que deu a elas menos força e agressividade que os homens, se não elas se matavam aos montes. Provavelmente a briga de vocês vai virar um ringue com muita mão no cabelo, tapa na cara e unhas cravadas no braço.

Eu espero que você tenha dado a sorte de ter ido na manicure na véspera desse episódio. Não se esqueça de xingar bastante a ordinária, de tudo que sempre teve vontade.

Se precisar, utilize objetos que estiverem por perto. Lembra daquele sapato que seu namorado te zoava dizendo que era uma arma? Pois é.

salto-alto
Salto agulha pra arranhar, plataforma pra bater!

Sétima Lição: Se inspire na melhor cena de briga de mulher da Tv brasileira

Sente em cima da vagabunda e acabe com a cara dela. Vai ser difícil ela se defender, e quando ela tiver apanhado o suficiente, e só levantar e fugir rápido dali.

Resumindo: Deixe o espírito de Maria Clara encarnar em você e dominar seus movimentos. A sua inimiga é a Laura em pessoa.

5 minutos pra você entender bem do que eu estou falando:

link para o vídeo

Oitava Lição: Se inspire na melhor cena de briga de mulher do cinema

Diferente da briga de homem, as pessoas não têm medo de separar a briga de mulher depois que ela começou. Eu acho quase impossível você estar brigando no local mais inabitado da face da terra, mas, se você não conseguiu dominar a situação e já está sofrendo mais que queda de cabelo e unha quebrada, e não surge um ser humano pra ajudar, vire um macho.

Isso mesmo, se você não o fizer, ela o fará antes de você. Tô falando de murros na cara, pontapés e similares. E é nessa hora que eu espero que seu namorado tenha te ensinado algo de útil.

Enfim, para isso, apele para à Santa Inspiradora da Pancadaria de Batom, Bellatrix-Kido-ranca-olho:

link para o vídeoEla é mais macho que muito homem. Provavelmente mais do que você, caro leitor.

Bom, se já chegou nesse ponto e você ainda não ganhou, espero que você tenha um bom plano de saúde, com ampla cobertura nacional, e que haja um hospital num raio de 1km...

Vivianne Christine é autora convidada da PapodeHomem e, se depender de nós, vai escrever mais por aqui.

Além disso, é estudante de publicidade da UnB e treina para sua futura carreira de redatora escrevendo de tudo, inclusive sobre a “Novela Mexicana” que é a sua vida.


publicado em 29 de Outubro de 2007, 17:06
62ef2524b516bdc4aa924ced6f84f9c5?s=130

Vivianne Christine

Vivianne Christine é estudante de publicidade da UnB e treina para sua futura carreira de redatora escrevendo de tudo, inclusive sobre a “Novela Mexicana” que é a sua vida no seu blog Vivi, Sobre Vivi.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura