Carta a meu Pai.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Esse post é direcionado a meu principal leitor.

"Pai,

Pela vida afora, não tivemos tantas conversas como gostaríamos. Assim como muitas coisas não teve a oportunidade de me contar, outras tantas eu nunca te disse.

Hoje compartilho algumas dessas.

Há algo muito importante sobre como sua postura influencia minha vida, que deve saber.

Certa vez estava sentado com um grande amigo em Belo Horizonte, entre boas brejas e um excelente papo, quando recebo de sopetão uma pergunta inesperada. Questionava ele, “se tivesse que dizer qual característica mais admira em seu pai, o que seria?”

Me calei. Bem sabe os conflitos – pra lá de intensos – que vivemos. E na época não estávamos em boas águas. Refleti por longos minutos, deixei raivas antigas de lado,  até encontrar a resposta.  Óbvia.

“Se tivesse em minha frente a oportunidade de descrever meu pai em uma única qualidade, o diria ser um homem generoso.”

E a grandeza dessa generosidade sempre se fez presente em seus modos duros, intempestivos, intransigentes, os quais nunca estiveram distante de um coração sem tamanho.

(...)

Pai,

Contigo aprendi a ser fiel a meus princípios.

Aprendi a ler além do óbvio e entendi que o mundo não se resume ao que parece ser.

Tomei paixão pela leitura, fruto dos inúmeros livros com os quais me presenteou.

Me admirei com o carinho que sempre dispensou à nossa família, faça chuva ou faça sol. O carinho dedicado também à minha mãe.

Aprendi a agir com presteza, pois quem chega primeiro na fonte bebe água limpa. Já dizia meu avô Totoca.

Aprendi a ser magnânimo e a mirar mais alto do que desejava acertar.

Compreendi ainda o peso das origens de um homem em sua vida.

O valor inestimável das amizades.

E a coragem de fazer o impensável quando todos discordam de você.

(...)

Entre tantas discussões, atritos e tanta distância, uma frase sempre ressoou em minha mente.

“Guilherme, você não vai reinventar a roda, ninguém vai contra o mundo.”

Absolutamente enfurecido, nunca concordava.

Hoje,

reinventei a roda.

Fui atrás de meus sonhos. Os alcancei, mas tenho novos. Vivo intensamente, trago comigo o melhor do que aprendi, lido com as falhas – erro como nunca, na verdade -, e tenho plena certeza de que a maior perfeição na vida de um homem são os obstáculos que enfrenta, pois neles, e somente neles, nasce a força da qual necessitamos para arrancar nossos desejos mundo adentro. Pois sim, sou um desbravador convicto, eterno conquistador de novas terras e devorador de conhecimento.

E se hoje está presente diante de você esse Homem, saiba que meu orgulho por você é sem fim. Que sou imensamente grato pela criação que recebi; dos acertos, dos desacertos, das brigas. Personalidade não nasce sob chuvas leves. É forjada em tempestades.

Se caminho altivo e realizo grandes feitos, esse é seu legado.

Que estejamos juntos – como infelizmente não estamos agora – por muitos anos vindouros.

Pai, eu te amo.”

--

--

Nesse dia, dê a seu velho algo que o dinheiro não pode comprar. Declare o que sente por ele.


publicado em 08 de Agosto de 2010, 14:11
B014a5f3a0e89f0614d90bf20c9235dc?s=130

Guilherme Nascimento Valadares

Interessado em boas conversas, criar negócios que não se pareçam com negócios e em espaços de transformação. Nessa encruzilhada surgiram o PapodeHomem, o Escribas e o o lugar. No Twitter.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura