Como escolher um bom tênis de corrida

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

A corrida é um dos esportes mais praticados no Brasil. Em São Paulo e no Rio de Janeiro tem corridas de rua todo final de semana. Você provavelmente tem um amigo que corre e sente um pouco de “inveja” da vida saudável que ele leva e sempre quis começar a correr, seja por querer sair do sedentarismo ou simplesmente pelo seu “projeto verão”.

Qualquer pessoa pode correr, é só calçar um tênis e ir, mas para isso é importante saber qual o modelo mais adequado.

Antes de mais nada, quem quer começar a correr deve fazer os exames médicos. O principal é ir a um cardiologista e ver se você pode correr. Alberto Brandão já escreveu sobre alguns cuidados ao fazer atividade física.

Passado por toda burocracia, hora de escolher um bom tênis pra correr no parque.

1. Saiba o seu tipo de pisada

Hoje, com toda a tecnologia que nos é apresentada, existem vários tipos de tênis para os três tipos de pisada: Pronada, Neutra e Supinada.

pisada

Pisada Pronada: É quando o corredor tem a pisada pra “dentro”. Alguns modelos indicados são: Nike LunarGlide+ 5, Asics Gel Kayano, Mizuno Wave Nirvana.

Pisada Neutra: É a pisada normal de quem encosta toda a planta do pé de uma vez no chão sem torcer o tornozelo. Nike Pegasus, Asics Gel Cumulus 13, Mizuno Wave Creation, Asics GT 2160, Adidas Adios 2.0, Adidas Boston.

Pisada Supinada: É o “contrário” da pisada pronada, nesse tipo de pisada o corredor tem toda a parte externa do pé tocando o solo e raramente usa o dedão do pé como base para o próximo passo. Nike Vomero, Asics Gel-Nimbus, Adidas Supernova Glide.

algumas lojas no Rio e em São Paulo que fazem o teste. Provavelmente deve haver alguma na sua cidade também, é só procurar.

2. Vá a uma loja especializada

Nada de usar um tênis errado ou escolher algum simplesmente por ser barato. Lembre-se daquela velha máxima: “O barato pode sair caro”. Bons tênis de corrida aqui no Brasil custam entre R$300 e R$600.

Temos várias marcas no mercado que oferecem desde o tênis mais tecnológico até aquele mais simples que encaixa perfeitamente no seu pé. De qualquer forma, vale o lembrete: não é o preço que faz o tênis. É importante testar, pesquisar e escolher com inteligência.

3. Tipos de Tênis

Basicamente, existem tênis dos tipos: minimalistas, com amortecimento e tênis para corridas em trilha. Todos eles tem para as três pisadas.

Muita gente têm usado o tênis minimalista – quase não tem amortecimento, possui a borracha bem rente ao chão e dão a sensação de correr descalço. Entram nessa categoria os modelos Nike Free Run, Vibram FiveFingers, Adidas AdiPure e Asics Gel Blur 33, Saucony Kinvara.

nikefreerun
Nike Free Run, exemplo de tênis minimalista

Os tênis com amortecimento dependem muito da sua pisada e alguns modelos foram indicados acima, além deles podemos citar alguns mais leves como: Nike Flyknit, Asics Kinsei, Asics Tri Noosa, Adidas Boost.

Já o tênis para trilha tem vários modelos e depende do terreno em que se corre, alguns modelos indicados são: Nike Pegasus Trail, Adidas Response Trail, Asics Fuji.

4. Experimente, corra com o tênis

Quando você for à loja, experimente bem o tênis, veja se a loja tem uma esteira para que você possa correr com o tênis, se ele não aperta as extremidades do seu pé – lembre-se que ele vai lacear depois de um tempo, mas é importante não confiar demais.

Link Youtube | Teste da pisada na esteira

5. Cheque o preço no exterior

Assim como vários outros produtos, você pode importar os tênis. Em geral, eles saem bem mais baratos – chegam a custar menos de 50% do valor daqui – mas lembre-se que haverá impostos e o frete.

De qualquer forma, antes de sair por aí comprando qualquer tênis, veja se não teria o mesmo modelo tem em alguma loja, experimente e considere a possibilidade de comprar fora. Pode ser que você poupe uma boa grana.

6. Corra

Com o inverno tudo fica mais difícil. A cama fica mais quentinha, o sol mais frio e a vontade de correr vai embora até para quem já corre há algum tempo. Presumo que todos tem alguma atividade e não podem correr ao meio-dia – no inverno é um horário bom.

Aproveite para procurar uma academia. Se você gosta de acordar cedo, algumas abrem às 5 da manhã, assim você pode correr e ir para o serviço. Você se sente motivado e o trabalho rende mais. Ou se preferir, vá ao final do dia, você chegará cansado da academia e dormirá como um anjo. Mas, claro, nada se iguala a sair ao ar livre, ir a um parque ou à praia e apreciar a paisagem enquanto corre.

Quando você começa a correr, é difícil não se apaixonar. Você fica completamente viciado, conhece pessoas, pode convidar seus amigos a correr também, alguns toparão – pode ir na fé que isso acontece, sempre tem um amigo que tinha vergonha de correr sozinho, mas que se anima com companhia.

O primeiro passo – para muitos outros – só depende de você, portanto, vá correr agora.

Além de ter uma vida saudável, eu tenho o desejo de fazer uma maratona. Essa busca por novos desafios é algo que me traz bastante motivação. É meio inexplicável isso, correndo a gente acaba procurando por desafios maiores, mas a maratona é o mais chamativo deles. Começar a treinar com um objetivo em foco sempre faz com que outros venham junto.

Pra você que já corre há algum tempo, o que te motiva a correr? Como incentivar os seus amigos a correr?


publicado em 06 de Julho de 2013, 07:03
7ca56e52f5ae8d50b43245a21136c8a6?s=130

Igor Oliveira

Graduando em Matemática pela Universidade Federal de Itajubá-MG. Futuro maratonista, adepto das corridas de rua e do futebol bem jogado. Estagiário no Dinheirama e dono no Radiocorsa e no Dicas iOS.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura