Dicas de como libertar-se da pressão cotidiana

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

A pressão é provavelmente um dos maiores inibidores da criatividade e sociabilização do homem. Por ela, estouramos, rompemos laços, perdemos a cabeça, não conseguimos criar nada, fazemos a vida parecer cinza. E não um cinza brilhante, mas sim aquele ao maior estilo "tô na merda".

Então, o que fazer para evitar que isso torne-se um problema crônico capaz de matar a graça de, por exemplo, uma boa transa?

Existem diversos tipos de pressão. Desde as mais simples, como a sexual, até as mais complexas. E nessas, incluo as de praxe: Trabalho, família e dinheiro.

Entretanto, assim como a panela que trabalha utilizando essa temida sensação, o ser humano acaba carregando-se tanto com um determinado tipo de pressão, que espalha para as outras áreas da vida.

Quem nunca teve déficits no desempenho sexual devido a problemas financeiros?

Ou entregou um relatório no trabalho que mais parecia uma xerox da própria cara, simplesmente porque algum fator externo àquele não saía de sua cabeça.

pressure
Ow, mano, cal qui'é o seu poblema?

---

Esse acúmulo de carga negativa pode prejudicar integralmente a vida de uma pessoa. Sua criatividade fica comprometida, assim como seu raciocínio lógico, concentração e dedicação. Em casos mais graves, acaba diagnosticando-se como stress e pode vir a gerar gastrites, enxaquecas e até problemas mais graves de saúde.

É nessas horas que precisamos de uma válvula de escape. Biologicamente falando, um peidinho carregado. Algo que possa nos deixar mais leves, a ponto de esquecer os problemas e recarregar as baterias. Um "get away".

Logicamente que essas dicas não são soluções. Apenas funcionam como um alívio temporário. O ideal é que cresçam-lhe os culhões e enfrente o problema de frente, para aí sim, ver-se livre de tudo. Ou se fuder de vez.

---

pressure1

1. Passe horas jogando alguma coisa.

Os jogos costumam ser o alívio ideal para as pressões mais leves. Principalmente aqueles cheios de violência, em que você precisa matar zumbis com metralhadoras, ou arrancar cabeças de trolls com suas correntes de Hades.

Porém, há pessoas que preferem jogar aquilo que remete seus pensamentos à infância, exatamente por ser o período mais inocente e livre de problemas de sua existência. É nessas horas que o Mario prova ser muito mais que um simples encanador.

pressure2

2. Assista um bom filme.

Ou algum totalmente "saco-roxo", como Rambo ou Rocky, ou qualquer sessão da tarde do Van Damme.

Nesse aspecto, cada um responde de uma maneira diferente ao estilo da produção. Os mais pseudo-sensíveis, podem preferir um "Diário de Princesa" para aliviar. Mas neste caso, recomendo dar meia hora de bunda mesmo.

pressure3

3. Masturbe-se!

Mulher ou homem, entenda uma coisa: Masturbação é a arte milenar para alívio de pressão.

Não há problema que não possa ser temporariamente suspenso após um belo banho quente de meia hora. Melhor ainda se essa masturbação for assistida, do verbo "outra pessoa fazê-la por você".

pressure4

4. Empanturre-se com besteiras.

Mulheres preferem sorvetes. Homens preferem uma picanha mal passada com fritas. Seja o que for, não poupe nos gastos.

pressure5
Drink the problem away

5. .

Para casos mais graves e tensos, como uma traição, demissão ou morte, minha sugestão é somente uma: Johnny Walker.

Mas essa não é a hora de tomar Blue Label com taçinha de cristal. Encha a cara com o popular Red e acorde só no dia seguinte. Preferencialmente sem ressaca, pois ela piora muito o caso da pressão.

A bebida também pode ser usada, de forma moderada, pra aliviar problemas mais leves.

Mas lembre-se de que isso não é uma solução. Tentar limpar sua vida com álcool não o fará feliz, apenas patético.

pressure6

6. Canalize e coloque pra fora

Existem diversas formas de realizer essa tarefa.

Você pode socar a parede com toda força, cair na porrada com seu travesseiro, berrar o mais alto que conseguir, chorar até não agüentar mais (por mais "girly" que possa parecer, muitas vezes ajuda), correr uma maratona ou, a mais efetiva delas, cantar.

Ligue suas caixas de som no máximo, desconecte-se do mundo e, simplesmente, cante. Até não ter mais voz.

---

Faça o que for, extrapole da forma como preferir, seja com um item da lista ou qualquer outro, pois as possibilidades são infinitas.

O mais importante, entretanto, é que você consiga viver bem, com ou sem problemas, pois parafraseando um gênio aqui citado: "não é o quão forte você bate; mas sim o quanto você consegue apanhar, e continuar seguindo em frente."

Todos apanhamos, somos humilhados, perdemos tudo, recomeçamos do zero. O que importa é seguir. Não desistir.


publicado em 17 de Dezembro de 2008, 20:30
Bdee2476038157900478f5f54652d12c?s=130

Felipe Neto

Ator, criador do canal "Não Faz Sentido". Trabalha na Globo e Multishow.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura