De quatro, por que elas gostam tanto?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Mito para as mulheres e a preferida dos homens, doggy style, no belo e bom português, nada mais é do que a posição cachorrinho. Alguns "especialistas" garantem que essa é uma das posições mais prazerosas para ambos.

Repare: a cada 10 filmes eróticos, em 10 essa prática é executada. Não que isso seja uma referência válida, mas mostra como a posição é popular.

A velha e boa sensação de entrega

Também conhecida como "ficar de quatro", esta posição revela uma submissão feminina, que não deve ser interpretada como uma carta branca para apenas acontecer a penetração. Ela compreende uma série de vantagens que poucas posições oferecem: a facilidade para o homem estimular o clitóris, o ânus e seios da garota, a variedade de movimentos possíveis, a possibilidade de que a mulher estimule os testículos do homem e a facilidade para alternar sexo anal e vaginal. Digamos que é uma posição completa, desde que bem aproveitada pelo casal.

Ajoelhar e rezar: o ato mais sacro.

Lembro de uma vez que estava transando na cozinha da casa da minha amiga e o cara me deitou na pia. Não tive tempo de falar nada, ele simplesmente dominou a situação, colocou as minhas mãos pra trás e me deixou sem ação. Nessa hora, minha amiga, você não tem o que fazer. Se o cara é bom, é bom. Nunca me esqueci dessa transa. Ele simplesmente alternou para o sexo anal e fez de mim a mulher mais bem comida daquele dia.

Por outro lado, tenho centenas de amigas que odeiam dar de quatro e centenas de amigos que tem a lesa ideia que toda mulher ama essa posição. É fato, algumas mulheres não se sentem à vontade. Isso acontece, normalmente, porque a penetração é muito mais profunda. O pênis pode tocar o colo do útero e, em alguns casos, provocar dor.

Perguntei a uma colaboradora do Malvadas e ela disse que a vantagem é o ângulo em que as pernas se posicionam:

“Eu controlo o quão fundo a penetração poderá ir.”

É verdade, sendo a base 90º, a mulher pode aumentar ou diminuir o ângulo dando toda a segurança necessária para se render ao prazer.

E a mulher que não gosta, por que faz?

Se não gostam de meter assim, por que diabos aceitam? Eu posso arriscar aqui que a maioria só o faz para agradar o parceiro, talvez por não perceber que esta posição, em toda a sua simplicidade, gera um atravessamento do ser humano/animal. Qualquer homem enlouquece com uma bunda virada pro céu. Sem pensar, sua linhagem o guia, ele simplesmente sabe o que fazer.

Ou melhor, nem todo homem sabe o que fazer diante de uma cena assim.

É essa sua oportunidade de se portar como macho-alfa e conduzir a sua parceira enquanto tem uma ótima visualização de suas curvas. É instintiva e natural a dominação daquele corpo que se expõe aos abraços, pegadas e penetrações. O homem se sente confortável como dominador ao ter de sua parceira um corpo entregue, submisso por opção.

Diz um leitor via Twitter:

"A posição é indicada se você for comer uma mulher feia, barriguda etc. Assim você não precisa olhar para a cara dela, a barriga some e você pode contar com a imaginação."

Fala sério, hein? Isso parece uma fala de quem nunca comeu uma mulher de quatro, virando-a pescoço para beijá-la ou simplesmente pra fazê-la olhar pra você.

Devo confessar que esta é a minha posição preferida, seja pela condição, pelo jeito, pela liberdade. Afinal, que mulher não adora ver o seu parceiro com aquela pegada firme, mostrando que só com um puxão na cintura nos arranca gemidos? É claro que o homem precisa, de certa maneira, ser cauteloso, sempre utilizando-se da intensidade conforme o gosto da parceira. Tudo tem seu jeito, seu tempo. É nessa hora que o homem prova se tem ou não a tal pegada nervosa.

Para o homem, tudo fica mais fácil né? A gente vai, arrebita o rabo e só espera a dominação do macho. Sim, instinto pré-histórico. Não vamos ser hipócritas, nunca assistiram a A Guerra do Fogo? Basta ao homem saber a maneira mais agradável para agarrar o quadril, controlar os movimentos, puxar o cabelo e, sim, dar uns tapas bem dados, por favor!

Link Ustream | A mulher dá de quatro desde a pré-história (filme na íntegra aí em cima).

Como o homem fica com todo o trabalho, a mulher pode ajudar no ritmo, mas principalmente se concentrar melhor no que está fazendo. Acredite, toda mulher tem uma imaginação extremamente fértil quando está transando. Se é adepta do sexo anal, então, a posição é muito mais do que recomendada – mas comece com ela deitada de pernas fechadas, não de quatro, pois o risco de doer é menor. Enquanto o parceiro manda brasa, suas mãos ficam livres para mandar ver com os dedos e sentir o saco escrotal batendo no clitóris. Delicia!

Essa é uma posição confortável para alcançar os testículos do companheiro, modificar o movimento com o quadril (sem alterar o ritmo) e, é claro, se tiver um espelho na frente, ter uma visão legal para ambos. Além disso, a posição permite ao pênis ficar pressionado entre os glúteos, o que pode ser muito excitante para o homem.

Diz o Kama Sutra: "no ardor da cópula, um casal fica cego de paixão e prossegue com grande impetuosidade, sem prestar a menor atenção a excessos".

Agora um aviso para as mulheres: dar de quatro auxilia na dissipação das células de gordura que se acumulam na bunda, ou seja, é como se você fosse fazer uma drenagem linfática – em proporções pequenas, claro, mas já ajuda.

No mais, não existe uma posição mais eficaz para o prazer, todas podem. Se não está divertido de um jeito, vira, mexe e remexe. Tudo é válido desde que dê o máximo de prazer aos envolvidos. No final, isso é o que importa.

Texto do Gustavo Gitti no Malvadas

O meu texto foi publicado aqui e o Gustavo Gitti escreveu para o Malvadas.

Leiam lá: "Posições ou posturas sexuais?".

Oferecimento: Clube Sexy Hot

Até o fim de outubro eles estão com uma promoção: R$ 4,90 (em vez de 19,90) no primeiro mês de assinatura. São mais de 500 vídeos no acervo e oito novas cenas por semana com o melhor do pornô nacional.

Os caras também fizeram um site pra você levar uma atriz pornô ao orgasmo: www.instantorgasmo.com.br

Para assinar o Clube Sexy Hot, clique aqui.


publicado em 14 de Outubro de 2010, 12:55
0f99e007fbc161aeddeb56a84d9d1bad?s=130

Vanessa Gonçalves

Blogueira desde o tempo que blogs eram apenas diários virtuais e atualmente editora do blog Malvadas.org.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura