É isso que estão querendo fazer as crianças vestirem hoje em dia?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Eu nunca navego no Pinterest, juro. Não faço ideia de como fui parar lá esses dias -- e tudo bem, porque isso não é importante --, mas o fato é que acabei vendo algo que me subtraiu de todos os butiás que carregava comigo nos compartimentos costurados às minhas roupas: fotos assustadoras de moda infantil.

Crianças são bonitas. Que meu pai não saiba disso, sob pena de começar a perguntar "cadê os meus netos?" de novo, mas de vez em quando eu vejo algumas que até me dão vontade de ter as minhas próprias. Elas têm uma qualidade de inocência inegavelmente agradável às sensibilidades dos adultos corrompidos pela adultez. Além do mais, elas nunca vão responder "ah, naquela correria de sempre" quando você perguntar como vai a vida.

Outra coisa bonita: moda. Apesar dos excessos das passarelas, posso afirmar de maneira bem heterossexual que poucos estímulos visuais são tão apelativos ao nosso senso estético quanto uma seleção de roupas bem cortadas, combinadas e harmonizadas sobre o corpo de outra pessoa. Uma pessoa feia e bem vestida passa uma impressão melhor do que uma bonita e mal vestida. Sei disso mesmo sendo feio e mal vestido -- ou talvez justamente por isso.

No entanto, o que eu vi foi que somar essa Coisa Bonita 1 (crianças) à essa Coisa Bonita 2 (moda) às vezes resulta num número negativo.

As fotos de moda infantil que vi no Pinterest (e que você também pode ver, é só fazer uma busca simples por "kids fashion") não têm quase nada de infantil. Muito pelo contrário: atribuem valores exclusivamente adultos a seres humanos que não precisarão desses valores por um bom tempo ainda e deveriam estar celebrando este fato.

Alguns exemplos:

Imagine uma mulher adulta nessa mesma foto. A mesma expressão, a mesma tiara de flores, o mesmo vestido sendo levantado para mostrar a coxa, o mesmo cabelo cuidadosamente preparado horas antes para ficar com os cachos perfeitos, o mesmo cenário natural desfocado ao fundo. O que temos?

 

Que criança faz essa cara? O que há de errado em pelo menos aparecer na foto com um sorriso infantil, em vez dessa boca entreaberta, que, em adultas, é usada para expressar desejo e sexualidade?

 

Mesma coisa. Em fotos de adultos, uma praia deserta (ou qualquer locação vazia e externa, na verdade) evoca pensamentos de "imagine eu e ela sozinhos nessa praia". Uma criança nesse tipo de cenário, ainda mais quando foi dirigida para fazer expressão de adulta, é algo extremamente subversivo a esses conceitos.

 

Quando foi a última vez que você viu uma criança dessa idade sentar desse jeito e fazer essa cara?

 

Nem comento.

 

Comento menos ainda.

 

Pra que isso?

* * *

E os guris também estão nessa.

O principal problema nesse caso são as expressões nada infantis. Talvez eu esteja sendo anti-moderno nesse quesito, mas realmente penso ser meio "errado" -- ou no mínimo estranho -- uma criança estar vestida apenas em tons neutros, sóbrios, sérios, sem absolutamente nenhum toque lúdico, nenhuma cor minimamente vibrante, nenhuma alusão ao universo infantil. Como esse carinha abaixo:

Enquanto isso, esses próximos parecem prontos para pegar o carro e sair para a balada pra "catar muita mina". Apesar de estarem a muitos anos de poderem dirigir, beber, ou mesmo se interessar pelo sexo oposto. Estou errado em achar isso errado?

É isso que estão querendo fazer as crianças vestirem hoje em dia?


publicado em 11 de Setembro de 2012, 11:42
8a7d29be9f695cc8a74713c2ccff8080?s=130

Fabio Bracht

Toca guitarra e bateria, respira música, já mochilou pela Europa, conhece todos os memes, idolatra Jack White. Segue sendo um aprendiz de cara legal.\r\n\r\n[Facebook | Twitter]

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura