Guia Prático do Aperto de Mão

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Um bom aperto de mãos é fundamental para causar boa impressão. Em uma entrevista de emprego, por exemplo, um péssimo cumprimento pode causar um efeito difícil de reverter.

Se você acha que seu aperto de mão é excelente, pense novamente. Talvez sua opinião mude depois de ler este artigo.

O aperto de mão é uma maneira universal de estabelecer uma relação inicial.

Ele expressa amizade, afinidade, confiança e simpatia entre duas pessoas. Pode ser apenas uma saudação ou até firmar um acordo verbal ou formal. É um cumprimento que cria um contrato tácito entre duas pessoas que significa que se está disposto a dar algo de bom de si.

paga-no-caix
- Bom dia, Tenente Carlos...

- Rá! Paga no caixa!

Há pessoas que julgam os outros apenas pelo aperto de mão. Quantas vezes você deve ter ouvido: “Quando o cara tem a mão mole, eu sei que ele não é coisa boa”.

É óbvio que isso não é necessariamente verdade. Pode parecer fútil julgar as pessoas desta maneira. Mas eu entendo o porquê dessa desconfiança. Um aperto de mão sem firmeza passa uma horrível impressão. É como se o interlocutor molenga estivesse fazendo aquele importante e extremamente simples gesto contra sua vontade. É como se ele estivesse rejeitando você sem usar palavras. E isso, naturalmente, causa repulsa que leva ao mal julgamento.

É claro que as mulheres não se encaixam na categoria acima. A sua natureza mais suave permite que apertem a mão de maneira leve sem que cause o mesmo efeito do que quando isso ocorre entre homens.

Cuidado com as damas

Não há problema em mulher que aperta a mão de maneira mais firme, contanto que não seja o aperto tipo alicate, descrito mais abaixo. Os homens é que têm que cuidar ao apertar as mãos femininas para não parecerem brutamontes.

Uma vez, depois de cumprimentar uma série de amigos homens de maneira bem firme, apertei, inadvertidamente, a mão de uma mulher da mesma maneira. E ela não correspondeu à firmeza do aperto, que foi excessiva para ela e pode até ter chegado a doer um pouco. Depois disso eu passei a aplicar a mesma firmeza que elas, cuidando sempre para não ser molenga ou esmagador.

Homens que são muito amigos, ou se conhecem desde jovens normalmente costumam apertar suas mãos como se estivessem fazendo uma queda de braço. Isso é normal por causa da natureza competitiva dos homens e, enquanto for correspondida, não tem problema.

Driblando o aperto

Se você não gosta de apertar a mão, não aperte. Existem manobras fáceis — não tão fáceis quanto simplesmente apertar a mão — de driblar essa convenção social. Um jeito fácil e polido de fazê-lo é dizer “Desculpe, estou com a mão machucada”.

Funciona, mas pode ser um tiro pela culatra se o outro insistir em apertar sua mão esquerda ou começar a fazer perguntas sobre seu machucado. Mas ainda é muito melhor do que o aperto molenga.

Sempre que a situação permitir vale à pena sorrir enquanto sua mão se entrelaça com a de outra pessoa. É um adicional que aumenta imediatamente a cordialidade e simpatia no trato. Contanto que não seja um falso sorriso Colgate.

dog_smile_cachorro_sorrindo_sorriso.jpg
Exemplo de sorriso forçado típico

Não receber um aperto de mão em retorno quando se estende a mão é extremamente embaraçoso (para aquele que fica de mão abanando) e até ofensivo, caso o outro tenha evitado o cumprimento de maneira proposital.

Estender a mão é um ato de conciliação e recusar-se a apertá-la um grave descumprimento de uma simples regra social.

Tipos de apertos de mão e seus significados:

Chacoalhador - Mexe seu braço para cima e para baixo como se fosse um bate-estacas. Geralmente surpreende a outra pessoa.

Molenga: Extremamente desagradável e passa uma péssima impressão. Normalmente se pensa que o molenga é boiola.

Aperto alicate: É como se o outro estivesse querendo provar sua masculinidade. É particularmente desagradável quando a outra pessoa tem o aperto molenga, pois pode doer.

Muito próximo - Ele aperta sua mão e puxa você para perto. Novamente, se não são grandes amigos, isso é uma experiência estranha para o outro.

Suado - Este não é agradável para quem recebe. Se você tem a palma suada é bom senso secar a mão, mesmo que seja nas próprias roupas, antes de estendê-la a alguém.

aperto_de_mao_aereo.jpg
Aperto de mão aéreo

Duas mãos - Quando alguém aperta a sua mão e em seguida cobre as costas dela com a mão esquerda, envolvendo sua mão com ambas as dele, significa que você é importante para ele ou que ela está sendo solidário.

Pode ser bastante simpático se as pessoas já se conheciam anteriormente, ou se aquele que faz este gesto era admirador da outra, do contrário pode parecer exagerado. O homem que quer algo a mais da mulher pode fazer isso também.

Mão esquerda no ombro - É parecido com o “duas mãos” acima, mas ainda um pouco mais íntimo se a mão pousar gentilmente no ombro. Se o forem tapinhas no ombro, pode significar relação jovial.

Aperto-abraço - Pode ser um aperto de mão junto com meio abraço ou um aperto de mão rápido seguido de abraço caloroso. O primeiro é para pessoas muito próximas que se vêem com freqüência, o segundo para pessoas que não se vêem há tempos.

Forçado - Num dia destes eu estava entrando em um restaurante quando o gerente, que fica na porta recebendo os clientes, esticou a sua mão para me cumprimentar. Aquilo me pareceu excessivo, pois eu nunca tinha visto o homem.

Ele pensou que aquele seria um gesto simpático, mas me pegou de surpresa e me pareceu exagerado, pois um “boa tarde” seria mais adequado, ao menos até eu me acostumar com a cara dele.

Eu fiquei observando e percebi que ele faz isso com todos os clientes. Em muitas situações sociais o aperto de mão não se aplica ou é desnecessário. Quem força o outro a apertar a sua mão, esticando-a na sua frente de supetão, pode ser visto como chato ou fingido, ao menos numa primeira impressão.

Mão direita. Por quê?

A esmagadora maioria das pessoas é destra e mesmo os canhotos estão acostumados a usar a mão direita para muitas coisas que os destros não fazem com a esquerda. O aperto de mão é assim desde existe, destro.

Mas quando alguém está com problema na mão direita ou simplesmente não a tem, é muito educado oferecer a esquerda. É claro que aquele que diz que está com a mão machucada, pode estar fingindo apenas para fugir desse alicate que você chama de mão.

O aperto de mão perfeito

aperto-de-mao
Após dominar o básico, sinta-se à vontade para experimentar apertos mais elaborados

Não muito forte, mas não pode ser molenga. Tem que ter firmeza, mas não esmagar ossos. Uma leve chacoalhada para cima e para baixo, um sorriso simpático e sincero, e pronto!

Eu não estou ditando regras ou querendo ensinar a etiqueta do aperto de mão, mas apenas relatando o resultado de minhas observações.

O aperto de mão pode atuar como uma espécie de cachimbo da paz se aplicado corretamente. Em outros casos pode ser esquisito ou até uma “declaração de guerra”. Para que as suas relações sejam iniciadas da melhor maneira, vale à pena prestar atenção no seu.


publicado em 26 de Janeiro de 2008, 16:13
508387d98e0809d4ff492a1407056921?s=130

Marcelo Ribeiro

Marcelo Ribeiro é curiso inveterado, você pode conferir mais de seus excelentes artigos no TecnoCientista.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura