Homens frígidos

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Histórias no travesseiro, conversas de boteco, pesquisas informais, relatos por email... Mulheres, mulheres, mulheres. Essas são as fontes para detectar os pensamentos e movimentos que os homens quase nunca compartilham entre si.

Conto aqui uma dessas descobertas recentes: os homens estão frígidos. Muitos são infinitamente menos ousados que suas namoradas e esposas. Controlam, reprimem e não admitem reconhecer que suas mulheres às vezes têm mais desejo e mais liberdade que eles.

Exemplos reais com diferentes "Ela":


  • Ela pede por sexo anal. Ele recusa e diz que não precisa desse prazer.

  • Ela quer chupá-lo por mais tempo e com mais intensidade. Ele sempre interrompe o boquete, caso contrário goza rapidinho.

  • Ela conta para as amigas que seu namorado nunca quis gozar em sua boca. Nas palavras dele, "ela não é mulher disso".

  • Ela sente que ele tem nojinho da menstruação e por isso sempre evita o sexo nesse período.

  • Ela nunca teve seu cu lambido.

"Amor, para de graça, veste logo essa camisola e vem deitar" | Foto: VC Ferry

Talvez a origem desses obstáculos esteja no medo de ser traído ou de ser menos homem do que ela é mulher. É como se eles dissessem:

"Se eu gozar na boca dela, ela vai virar uma puta e pode gostar tanto da coisa a ponto de querer fazer com outros. Mulher minha não pode ser soltinha assim."
"Vou tentar controlar o desejo dela para que não ultrapasse o meu. Ela não pode gostar mais de sexo do que eu. Não pode ser livre e ousada. Deve ser santa, fiel... Ora, eu quero casar com ela!"

Essa mania de separar as mulheres em putas (pra comer) e santas (pra casar) ainda vai se desdobrar em muita complicação. Tais adjetivos são dispensáveis, desnecessários, sem sentido. Mulher não é objeto com função (para isso ou para aquilo). Mulher é um ser com desejo livre. Ponto.

O controle leva à frigidez. Ao ignorar e reprimir o desejo feminino, alguns homens restringem seu próprio prazer, sua própria potência masculina. O resultado é triste. Ser machão controlador é o caminho mais fácil para virar corno: enquanto tenta prender a "santa" em casa, a "puta" realiza suas vontades com outros.

Mais histórias?

Gostaria de ouvir das leitoras PdH mais histórias e casos relacionados.

A situação está mesmo tão grave? Há muito homem quase frígido por aí?


publicado em 23 de Março de 2011, 14:34
26298ab9a6e5a85a3152e3d7f2d09b40?s=130

Autor Anônimo

Identificação coletiva e anônima, usada por autores ou leitores PapodeHomem que querem escrever artigos ou contar suas histórias sem abrir mão do sigilo.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura