Mulheres. Confusas.

Doutor,estou com um problema que parece impossível de resolver com a minha namorada.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

"Doutor,

Eu li aquele seu artigo sobre as 11 dicas para um namoro do sonhos e gostei muito. Agora estou com um problema que parece impossível de resolver com a minha namorada.

No caso ela tem uma personalidade muito diferente das outras mulheres que conheci.

Ela me pediu um tempo porque tinha saído de um namoro recentemente. Eu acredito que seja isso mesmo que ela queira. Ela sempre fala dos sentimentos dela sem muitos detalhes então no dia seguinte fui atrás dela para conversar melhor. Ficamos a tarde toda juntos, quando estou perto ela não resiste. Depois a gente foi pra casa dela como se nada tivesse acontecido, apesar da gente ter conversado e decidido dar o tempo mesmo.

Agora ontem não falei com ela o dia todo, ela me ligou a noite, falou que tinha pensado mas não se decidiu porque pensa que é melhor ficarmos juntos mas por outro lado pensa também que poderíamos ficar bem separados. Falou também que não consegue por isso numa balança e que ela ama ficar comigo mas fica em dúvida se vai me fazer bem.

O que eu faço? Eu não consigo ficar muito tempo longe dela. E fora essa dúvida dela a gente se da bem em todos os outros aspectos.

Abraço. Obrigado desde já."

- Diogo

Caro Diogo,

vamos reescrever sua história com um pouco de lucidez.

Sua namorada tem uma personalidade feminina comum, age de forma errática, confusa e manipuladora. Você tem pouca experiência com mulheres, por isso supõe que essa "nebulosidade" oculta algum significado profundo. Aceita ter a realidade dela - de total indecisão - imposta sobre você, sem perceber que a única coisa que ela necessita é ser guiada, como uma criancinha.

Mulheres com hormônios em ebulição precisam de limites e pica. Periodicamente.

Você falhou em prover ambos porque ainda não desenvolveu uma das habilidades mais importantes na vida de um homem, o radar anti-idiotice. Ele permite a você escutar horas/dias/anos de bla bla bla completamente desprovidos de sentido vindos das mulheres e ainda sim saber o que fazer no final das contas para manter as rédeas do relacionamento. É como o senso aranha, muito útil.

senso-aranha
Hmmm, hora de abrir uma cerveja!

Na próxima vez em que ela te procurar, sinceramente espero que não vá atrás de novo, diga o seguinte:

"Essa conversa de não conseguir colocar o que sente na balança é a maior palhaçada que já escutei na vida. Vai pra casa brincar de Barbie, eu tenho mais o que fazer."

Caso contrário ela vai continuar brincando contigo até esbarrar com um bonequinho mais interessante. Namorar não é definido por "estar junto", e sim pela entrega. Traduzindo: você não tem uma namorada, nem de longe. E se tivesse lido um parágrafo do que já escrevi saberia disso.

Dr. Love, consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas


publicado em 07 de Abril de 2009, 15:19
92e8d9697a8dd2faf3d0bc4f9d3a08fc?s=130

Dr. Love

Consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura