OraQuick, Teste rápido do HIV

Oi, Professor, os testes com resultado instantâneo (20 minutos) que estão realizando são confiáveis?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Pergunta: "Oi, Professor, os testes com resultado instantâneo (20 minutos) que estão
realizando são confiáveis ????"

- Anônimo

Olá, caro leitor, mas por favor, sem essa de Professor.

oraquick
Este é o Oraquick

Em matéria de Medicina, sou um eterno aprendiz. Exemplo disso é justamente o tema da coluna dessa semana, pois até recentemente eu não conhecia o objeto deste artigo. Que já existe há algum tempo nos EUA. Fui alertado sobre ele por um leitor no meu artigo sobre AIDS.

O leitor e eu nos referimos ao OraQuick, um teste para detecção do HIV cujo resultado se dá em apenas 20 minutos, ao contrário dos exames de sangue convencionais, que levam mais tempo (dias e até semanas) para produzir um resultado.

Mas há que se ter uma certa cautela com a notícia, que causou um certo estardalhaço nos espectadores mais atentos. Tenho certeza que muitos tiveram a idéia que será uma panacéia desvairada de “Opa, vou transar com aquela gata, faço um teste rápido nela e estou tranqüilo”.

Nananinanão... Vamos com calma.

O OraQuick é um teste que utiliza uma mísera gota de sangue ou um esfregaço de saliva, para a detecção de anticorpos contra o vírus.

O fabricante relata uma sensibilidade de 99,8% na detecção da doença, contra 99,9% dos testes atuais, o que, pela enorme vantagem da rapidez do resultado, em tese compensa esse 0,01% com sobras.

Legal, quero comprar uma caixa de OraQuick pra mim

O OraQuick não será vendido em farmácias. Isso já foi informado pela ANVISA, assim que aprovou o teste, que será vendido apenas para profissionais de saúde, órgãos públicos, clínicas, hospitais e consultórios. Ou seja, não muito diferente do que é hoje.

Outra ponderação necessária é sobre o alvo do teste, ou seja, os anticorpos contra o HIV. Como o organismo leva um certo tempo para produzir anticorpos contra o vírus (a chamada janela imunológica, classicamente localizada em 6-12 semanas pós-contágio), isto também se aplica ao OraQuick.

Sim, pode ser que algumas vezes a detecção seja mais precoce, porém, isto deve ser interpretado da seguinte forma: A NÃO DETECÇÃO ANTES DE 6-12 SEMANAS NÃO DESCARTA A DOENÇA.

Valor preditivo

Outra consideração é sobre a sensibilidade do teste. Quem acompanhou a discussão no meu artigo sobre AIDS viu que mencionei algo sobre um tal de valor preditivo.

Traduz-se esse bicho por:

1 - Exame Positivo ------- Paciente com pouco risco -------- Chance considerável de erro

2 - Exame Positivo ------- Paciente com alto risco ------------ Chance quase zero de erro

3 - Exame Negativo ------Paciente com pouco risco --------- Chance quase zero de erro

4 - Exame Negativo ------Paciente com alto risco ------------ Chance considerável de erro

A porcentagem 99,8% passa uma falsa ilusão de segurança absoluta, e principalmente quando se aplica a populações grandes, fica óbvio que não é tão simples assim.

Se fizermos tal exame em toda a população brasileira* (supondo que todo o Brasil tivesse o HIV), com 99,8% de sensibilidade, um número assustador de 366.000 pessoas seriam portadoras do vírus e não teriam a menor idéia disso, por falha do teste.

oraquick-funfando
Oraquicks em ação

Por isso é necessária cautela e a análise dos valores preditivos como coloquei acima. E nos casos de exame positivo, e de exame negativo em paciente com alto risco, sempre se realiza uma contra-prova com outro tipo de exame.

* O Brasil tem aproximadamente 183 milhões de habitantes

Enfim, o OraQuick será um grande aliado da ciência, principalmente em reduzir a ansiedade daqueles que esperam o resultado demorado dos exames atuais, que costuma ser uma verdadeira tortura.

Concluindo, é um método equivalente aos atuais, com as seguintes vantagens: rapidez do resultado, necessidade da retirada de pouco ou nenhum sangue. Mas não é a revolução que tenho certeza que muitos acharam que seria.

Dr Health, saudoso dos bons tempos que o nome “OraQuick” sugeria apenas uma sessão rápida de sexo oral.


publicado em 27 de Fevereiro de 2008, 08:56
7375567d0f2c379b7588ce618306ff6c?s=130

Mauricio Garcia

Flamenguista ortodoxo, toca bateria e ama cerveja e mulher (nessa ordem). Nas horas vagas, é médico e o nosso grande Dr. Health.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura