Picanha assada no forno com farofa especial de bacon

Trago uma receita especial, direto da cozinha do QG PdH, para todos que também não abrem mão de carne, porém, não têm churrasqueira em casa: picanha assada no forno com farofa especial de bacon, um prato muito saboroso, simples de ser feito.

A última vez que preparei este prato foi em Campos do Jordão, especialmente para a minha namorada. Estávamos em um flat, com aquela cozinha minúscula, sem nenhuma churrasqueira, claro. Como estava com muita vontade de comer uma boa carne, não resisti e optei por preparar a picanha de forno. Com uma lareira no ponto e duas garrafas de vinho, o prato ficou sensacional.

Gravamos todo o passo a passo a la Dr. Drinks:

Link YouTube | Não, minha mão não é tão rápida, é time lapse mesmo.

Ingredientes

Para preparar a receita você vai precisar de poucos ingredientes, tudo bem fácil de encontrar.

Para a picanha:


  • 1 peça de picanha

  • 2 kg de sal grosso

  • Alho a gosto

Para o molho:


  • 50 gramas de manteiga

  • 30 ml de azeite extra virgem

  • 1/2 cubo de caldo de picanha

Para a farofa:


  • 300 gramas de farinha de mandioca torrada

  • 100 gramas de bacon em cubos

  • 50 gramas de manteiga

  • 1 cubo de caldo de picanha

  • 1 cebola média ralada

Aqui está tudo o que você precisa.

Como preparar a picanha

Besunte o alho picado na picanha (parte de baixo, inversa à camada de gordura). Utilize uma assadeira média ou grande e faça uma camada de sal grosso com cerca de meio centímetro de espessura. Repouse a picanha sobre a cama de sal grosso com a camada de gordura virada para cima e cubra a peça de carne com o restante do sal grosso.

É importante não deixar nenhuma parte da carne à mostra pois a camada de sal durante o processo de cozimento vai se transformar em uma camada sólida de sal, impedindo que a carne respire, o que resultará na gordura da picanha se derretendo e deixando a carne macia.

Pré-aqueça o forno por 15 minutos em fogo médio (200 graus) e insira a assadeira no forno. O tempo médio de cozimento da picanha é de 1 hora e meia a 2 horas, dependendo do ponto que você preferir. Caso você queira apressar o preparo do prato, cubra a assadeira com papel alumínio, pois o alumínio intensifica o calor e acelera o cozimento da carne. Quem seguir essa dica deve reduzir o tempo de forno para cerca de 60 a 80 minutos.

Importante: A peça de picanha não deverá ter mais de 1,3 kg, pois picanhas maiores tendem a ser mais duras. Eu utilizei na receita uma peça que pesava cerca de 1,1 kg.

Receita da farofa especial de bacon

Aqueça uma frigideira e acrescente o bacon em cubos (utilizei aqueles já cortados em cubos, fáceis de encontrar em qualquer mercado) e deixe fritar por cerca de 5 minutos. Como o bacon já é um alimento muito gorduroso, nesta etapa do preparo não vamos adicionar mais nenhum tipo de óleo.

Com o bacon já semi-pronto, acrescente a cebola média ralada e alho a gosto, deixando fritar até a cebola ficar transparente, sinal de que está no ponto. Adicione o cubo de caldo de picanha para acentuar o sabor da farofa. Durante esta etapa da farofa, use fogo médio, pois ele impedirá que os ingredientes queimem e passem do ponto.

Assim que tivermos a mistura com todos os ingredientes no ponto, é hora de acrescentar a manteiga. Baixe o fogo, deixe-a derreter e misture bem. Vá adicionando aos poucos a farofa de mandioca e mexendo bastante para deixar a farofa homogênea. Note que a farofa vai ganhando uma coloração dourada.

Importante: O ponto certo na consistência da farofa se dá quando a mistura vai perdendo o tom mais molhado e ficando soltinha, parecida com a que compramos pronta no mercado. Caso a sua farofa ainda esteja com aparência úmida, acrescente um pouco mais de farinha.

Receita do molho para a picanha

Aqueça uma frigideira e derreta a manteiga, sempre em fogo baixo. Adicione 1/2 cubo de caldo de picanha e então adicione o azeite extra-virgem. Deixe todos os ingredientes se misturarem mexendo bastante (note que o caldo de picanha custa um pouco para se desmanchar). Assim que todos os ingredientes estiverem satisfatoriamente misturados, o molho está pronto, sem segredo.

Apresentação do prato

Retire a picanha do forno e quebre cuidadosamente a camada de sal. Procure remover todo o sal que continua em contato com a carne para não termos pedras de sal na carne.

Com uma faca afiada, fatie a carne e disponha em um prato grande. Regue o molho por cima das fatias para termos uma carne mais suculenta. Adicione a farofa especial e está pronto um prato excepcional, muito saboroso e fácil de fazer.

Sirva com vinho tinto, preferencialmente Cabernet Sauvignon ou Carménère.

Oferecimento: Fischer - Chefs de cozinha

São raros os blogs de comida pra macho.

Curtiu esse prato do Felipe? Você encontra mais sobre gastronomia e alimentação para homens no blog Chefs de Cozinha (www.fischer.com.br/chefsdecozinha), promovido pela Fischer Eletrodomésticos.

As receitas são assinadas pelo Chef Sergio Lopes, sempre com dicas sobre carnes, bebidas, petiscos e utensílios de cozinha. Veja, por exemplo, esse vídeo sobre costela bovina, faça um pão de alho diferente e aprenda como gelar cerveja em 2 minutos.

Rolam também promoções de produtos Fischer, como esseconcurso de Dia dos Pais – você pode enviar sua receita e concorrer a uma churrasqueira, entre outros prêmios.

Acompanhe o Chefs de Cozinha além do site: Twitter @chefsdecozinha | Facebook | YouTube.

P.S.: Desejamos continuar com receitas desse tipo, apresentando em vídeo o que comemos no QG PapodeHomem. Vocês aprovam a ideia? Tem sugestões de pratos?


publicado em 27 de Julho de 2010, 04:31
E762eef80f0ef2dc9cf78ab1abf97ed2?s=130

Felipe Ramos

Um realizador nato, de coração sem tamanho. Transformar pedra em banquetes é a especialidade desse MacGyver gaúcho. Notório por seu apetite festeiro, nunca recuse quando for convidado a uma de suas frequentes celebrações e aventuras. O imprevisível é seu prato favorito. No Twitter, @felipemktg.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura