Sobre Mulheres e Amizade

Eu costumo bater de frente com toda e qualquer teoria que um homem afirme ter sobre as mulheres. Mas há UMA, e apenas UMA situação que invalida tudo o que eu acabei de dizer.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Eu costumo bater de frente com toda e qualquer teoria que um homem afirme ter sobre as mulheres.

amigas
Sabem o que vocês entendem sobre nós? Nada.

Simplesmente porque, além de não raro serem tendenciosas, insistem em querer categorizar as madames e/ou indicar que o moçoilo teorizador possui sabedoria superior à de seus colegas gorilas no quesito mulé, o que é bem tosco.

E porra, se a Mirian de ontem não entende a de hoje, nenhum candango vai me dizer de mim. Period.

Mas há UMA, e apenas UMA situação que invalida tudo o que eu acabei de dizer, e é quando os homens afrmam não haver amizade verdadeira entre mulheres.

E antes que se forme a nuvem de penas, eu NÃO estou dizendo que eles estão 100% corretos. Mas que tem fundamento, shame on us, girls – isso tem. E eu mesma só fui admitir depois de tomar muita rasteira.

Realizem:

Eis que eu tinha essa amiga, que vamos chamar de traidora maldita de uma figa Ângela. Me chamou pra lanchar com ela no meu primeiro dia no novo colégio. Logo nos tornamos muito próximas, estávamos sempre juntas, eu praticamente morava na casa da minha melhor-amiga-do-mundo-inteiro.

melhores-amigas
Best friends forever and ever

Até que eu tive a minha primeira paixãozinha, um menininho lindo, por quem toda a ala feminina do colégio suspirava. Pois assim, sabendo de tudo, a desgraçada fez questão de chegar chegando no rapazote no meio de uma festa na casa dela ­– onde eu ia passar a noite, inclusive. Eu não podia acreditar naquilo.

Tirando um escândalo felomenal, com direito a "sua traidora!", "eu confiava em você!" e afins, não houve grandes consequências, afinal, éramos crianças, e duas semanas depois tudo corria bem.

Com o passar do tempo, acabamos nos afastando, enquanto ela namorava de lá e eu de cá. Nos víamos pouco, mas o carinho foi mantido, ela ainda era a minha melhor amiga. Os momentos bons compensavam o episódio infeliz.

Fui morar com ela no começo de 2006. Ambas solteiras.

Tudo lindo, saíamos, curtíamos muito, balada e mais balada. Melhores-amigas-do-mundo-todo once again.

Isso até eu me interessar pelo garoto mais cobiçado da turma. Por algum motivo, a possibilidade de eu ficar com um cara que todos queriam enlouquecia a menina. Mas dessa vez ela não conseguiu se meter... não antes, ao menos. Porque depois fez um fuá, criou casinho, inventou histórias e conseguiu atrapalhar. Aí não dava mais. Fiquei de mal.

Mais de uma vez eu tive que engolir de volta a palavra "amiga". Duas delas foram quando entrei na faculdade e no meu antigo trabalho. Conheci garotas nas quais depositei total confiança logo de cara, teimando em ir contra os avisos do meu namorado na época. Claro que deu merda.

E então você pode me dizer "Pô, Mirian, mas aí você que é cagada não deu sorte mesmo. Será?

Muita mulher por aí tem essa mania de querer puxar o tapete da outra. É aquele grande e gordo EGO sempre lá, querendo pegar o cargo da outra, querendo a melhor parte da maldita apresentação, querendo os holofotes todos, querendo sempre o melhor pra si, e se tiver que passar por cima de alguém, paciência, é a vida.

garotas-brigando
Não queira saber onde vou enfiar esse cotonete!

E se a história envolver uma dose mínima de testosterona, meu bem, te prepara.

Você mulher, me diga quantas vezes não chegou, toda afoita, contando pro seu moço que conheceu uma menina SUPER LEGAL no trabalho, que vocês se dão muito bem e blablabla e, semanas depois, teve que admitir que estava errada?

E você, moço, quantas vezes, ao tentar alertar sua amada, ouviu de volta que era um insensível e que não entendia nada de amizade, e, duas semanas depois:

– Você não sabe o que aquela FALSA da Ana falou pra nossa gerente! Como eu ODEIO aquela menina! Falsa! Falsa!

Enfim, hoje em dia eu penso muito bem em me aproximar e confiar de verdade numa garota. Só é triste que a gente tenha que passar por muita decepção antes de aprender isso.

Uma boa opção é a amizade com homens. Se existe? Sim, existe. Mas é imprescindível que você tenha pulso firme, porque, a não ser que você pese mais que dois deles, eles SEMPRE vão querer te comer. Aí cabe a você manter o controle. E se lembrar que NÃO, ele NÃO é seu amigo gay, e trocar de roupa na frente dele é ERRADO.

E enfim, a conclusão desse texto é: compre um Poodle. Funcionou pra mim. Boa sorte.

Pra ler mais da Mirian Bottan, vai no Substantivolátil.


publicado em 07 de Fevereiro de 2008, 09:19
Ac034ca56d1700a7fd38168a8697cfb6?s=130

Mirian Bottan

Mirian Bottan ainda não nos disse nada sobre ele. Sim, também estamos curiosos.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura