Socorro! Mamãe me fo-deu.

Bem-vindos de volta ao açougue.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Pergunta:"Olá, Dr Love. Descobri esse blog recentemente, e estou adorando. Gostaria muito de desabafar, e saber sua opinião sobre isso.

Eu tive um pai muito ignorante, que foi completamente ausente com os seus filhos. Minha única companhia na infância foi a minha mãe, que me usava como seu confidente particular. O problema é que ela vivia criticando o meu pai, xingando ele de todos os nomes possíveis, criticando o seu jeito de ser e me dizendo que ‘homem é tudo safado mesmo’.

E então, eu, um menino dócil que faria de tudo para agradar a mãe, acabei dizendo para mim mesmo que eu não seria ignorante igual o meu pai, eu seria um homem gentil, legal, não seria violento nem brigaria com ninguém.

Resultado: eu me tornei o saco de pancada dos colegas, fiquei mais triste e idiota com isso e tomo antidepressivos há dez anos.

Eu sequer tenho certeza da minha sexualidade, pois eu curto revistas em quadrinhos e tenho um monte de desenhos de homens másculos e fortões no meu computador, sem contar que
eu nunca transei com uma garota na minha vida (detalhe: eu tenho 28 anos).

Você acha que a falta de um pai e uma infância traumática influenciam tanto assim na personalidade da pessoa?

Pode me xingar à vontade, eu já me acostumei."

- Bucicleide

Caro Bucicleide,

a sua vontade de apanhar é tão submissiva e patética que chega a me dar nojo, não tenho vontade de bater em cachorro com o cú virado pra cima.

maes
Distância. O mais saudável ingrediente de qualquer relação.

Vou começar te dando um pouco de sabedoria da vida. Pai e mãe são figuras com as quais temos vínculos cuja força só compreendemos claramente no dia de nossa morte. Você ser produto de uma gosma branca que invade uma bolinha de gude microscópica cria uma relação instantânea e absolutamente única com eles.

A sua mãe realmente fodeu - e botem um F maiúsculo aqui - com sua cabeça. O grande sacana da história não é seu pai. Fazer um filho de confidente é a tortura chinesa de alto calibre, que a grande maioria das mães solterias carentes justifica como uma relação de "profundo amor e cumplicidade".

Caralho! Seria lindo, se o filhinho delas não tivesse um saco e um pau no meio das pernas. Estamos vivendo uma feminilização da sociedade e ninguém faz porra de merda nenhuma, o processo já está socialmente aceito. Lembram do açougue da mamãe moderna? Pois então, o Bucicleide é a vítima padrão, exposta nessa jaulinha virtual que é um post da minha coluna.

Apreciem, o próximo a estrelar aqui pode ser você, seu primo, seu melhor amigo, ou, muito provavelmente, seus filhos e netos.

Como se não bastasse ela ter te feito confidente, ainda entupiu sua cabeça de associações como "pai safado, sacana, filho da puta, grosso". No entanto, por mais que negue, o amor paterno está(eve) presente. A conexão é direta. Você sempre quis se relacionar, quis conhecer, ser amado, ser objeto de orgulho, para um pai "safado, sacana, filho da puta, grosso".

Sua pulsão sexual reprimida com requintes cor de rosa acrescentados pela mommy tem uma ponte direta com o anseio por uma figura masculina forte.

O grande e maravilhoso resultado? Um virgem de 28 anos com wallpaper do Colin Farrell que sonha em ser sodomizado publicamente num gang-bang, levando tapa na cara e sendo chamado de Lassie.

No final das contas, a real importância de se determinar um culpado é nula. A vida te deu um par de limões podres, mas eles estão na sua mão agora e não dá pra devolver. Ou você faz limonada ou vai passar sede no deserto. Reclamar do passado é pras mulherzinhas.

jump
Vai ter que aguentar o tranco sozinho nessa, campeão.

A sua sexualidade hoje tem tanto rumo quanto uma barqueta sem vela solta no meio do Triângulo das Bermudas. Qualquer ondinha mais forte e você pode muito bem começar a fazer sexo com a samambaia do jardim.

Faz o seguinte, separa uma grana e vai num puteiro foda comer uma mulher. Vai tranquilo, sem pressa. Toma uns whiskys e deixa ela fazer de tudo. Vê se o pau levanta. Você pode ser viado, macho, bi, pan. Mas não comece descambando para as vielas antes de testar a rua principal.

Você está preso numa rede de traumas e ciclos de auto-depreciação profundos, bucicleta. Sua única salvação é a mais intensa terapia de choque imaginável. Porres, viagens, transformações, foda-ses, brigas, experimentar os extremos e, principalmente, cortes. De duas uma: vai cair abismo abaixo ou vai ver o inferno de perto e recobrar os sentidos. Role os dados.

Dr. Love, consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas


publicado em 13 de Julho de 2008, 11:44
92e8d9697a8dd2faf3d0bc4f9d3a08fc?s=130

Dr. Love

Consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura