Sua vida por um beijo

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

O mundo anda meio cinematográfico ultimamente. Sendo assim, leia esse post ouvindo "Whole Wide World", do Wreckless Eric. Faz todo sentido.

Carregou a música? Ótimo. Dê play e vamos aos fatos.

Primeiro foi o rapaz que atravessou uma nada pacífica ação policial e salvou a indefesa donzela. Não satisfeito, tascou-lhe um beijo. A foto, poética como poucas retratadas em situações caóticas como aquela, correu o mundo. Scott Jones, um desconhecido stand-up comedian de Vancouver, tornou-se, mesmo que por poucos dias, o arquétipo moderno da coragem.

Foto: Rich Lam

O caso seguinte ocorreu na China, país onde a população tem uma clara imagem de frieza frente ao mundo. Liu Wenxiu, de 19 anos, salvou um guri de 16 que ameaçava se jogar do alto de uma passarela.

Ao observar a movimentação de curiosos, ela furou o bloqueio policial e abordou o jovem. Aproximou-se aos poucos, disse que já havia tentado se matar algumas vezes, defendeu que aquilo era uma bobagem e, enfim, beijou o garoto.

Beijou e salvou, diga-se.

Link YouTube

As duas histórias são imprevisíveis. Entre todos os desfechos possíveis no mundo real, os ocorridos assemelham-se com clichês retratados pelo cinema na pele do herói: um drama, um beijo, um fim. Estamos acostumados com essa ficção. Com essa ficção. Porque dois fatos tão parecidos num período de tempo tão pequeno geram uma notoriedade espantosa.

Em tempos de informações tão desanimadoras, colapsos, tragédias naturais, Robinho no ataque da Seleção Brasileira e crises econômicas, um sopro de ânimo ameaça renascer a certa esperança perdida. Precisamos evitar que relatos como esses caiam no esquecimento. Devemos compartilhar casos atípicos tão singelos e agradáveis.

Afinal, os registros sobrevivem. Basta a nós valorizá-los.

Pois aconteceu. Duas vezes.

Não na TV e "baseado em fatos reais".

Apenas aconteceu.


publicado em 28 de Junho de 2011, 09:41
19581da5309f4bccfce7cdb85db3a237?s=130

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura