Swing: tudo o que você precisa saber

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Então você está aí, casado ou namorando há um tempo, enfrentando aquela conhecida vontade de dar uma variada no cardápio. É normal, todo homem tem, as mulheres têm também - não vamos mentir. Swing.

Suas opções, no momento, parecem poucas:

beijo

Depois de um tempo o fogo não é mais o mesmo...

1 - aguentar firme e ser fiel - a vontade não vai passar: vai só aumentar com o tempo, e cada vez será mais difícil resistir.
2 - dar umas puladas de cerca - vai dar trabalho e sair caro para o bolso e consciência (caso você tenha uma)

Bom... Há uma terceira opção:

3 - Swing

Imagine você numa festa muito animada: música alta, bebida na cabeça, clima sensual, três meninas se beijando à sua esquerda, suor... Imagine agora uma bela mulher à sua frente, roupa curta, top branco molhado, insinua, chega perto.
Sua mulher lhe abraça por trás, a outra pela frente, um vai e vem delicioso se inicia, roçando corpo, descendo, subindo. Sinta suas mãos percorrendo um corpo desconhecido enquanto sua mulher sussura: - "vai amor, pega ela, pode botar a mão que eu deixo". Tá pensando que é assim, é? Absolutamente certo. E muito mais!

Em uma pesquisa informal que realizei, 100% dos homens afirmaram que, após entrarem no mundo do swing, pegam no mínimo 5x mais mulheres do que antes (estivessem eles solteiros ou casados).

swing

Queridaaaa, cade você?

Você pode ser um de nós! Minha mulher é bissexual (bastante comum no meio), e é ela quem arruma a maioria das mulheres que eu pego! Isso mesmo - minha mulher é responsável por mais de 75% das "minhas" conquistas!

É claro, ela usufrui de cada uma delas. (Boa conversa para a Cabana do Dr. Love - afinal, o que pode ser mais eficazdo que ter sua própria mulher como treinadora, incentivadora e parceira, dividindo inclusive as conquistas?)

Além disso, Amelie (minha mulher) ainda conquista muitos homens, pelos quais não me interesso. É preciso conviver com o fato de que sua mulher vai aproveitar muito mais. O Swing é comandado pelas mulheres - ninguém discorda. Mas, se você é homen(zinho) do tipo que não aceita que sua mulher tenha este prazer... Bem, você ainda tem as opções 1 e 2.

O que é swing, então?

Definição: Swing é o tradicional relacionamento emocional monogâmico temperado com a poligamia sexual.

Através do meu blog sobre swing recebo muitos e-mails de casais querendo saber se o swing é pra eles. Divido em três grupos distintos e respondo mais ou menos isso:

Grupo 1

Casais com problemas no relacionamento (pouco, péssimo ou nenhum sexo e muitas brigas), mas tentando salvar a relação: Neste caso o swing é a melhor opção para vocês. Convença a patroa, rumem para uma casa de swing ou consigam um convite para uma festa fechada.

Garanto que em pouquíssimo tempo esta farsa que é a relação de vocês acaba, cada um parte para um lado e, com sorte, encontram uma relação mais sadia um tempo depois. Swing é a maneira mais rápida de acabar com uma relação enfraquecida.

Grupo 2

Casais com relacionamento razoável, tudo mais ou menos: Pense bem no assunto, leia bastante, se informe. Calcule muito bem os prós e contras antes de convidar sua mulher.

Ela pode não aceitar e odiar você por ter feito o convite, ou pode aceitar e se revelar uma safada de primeira. E aí ela pode querer sair dando pra todo mundo, e você pode ficar ciumento e medroso. Tome cuidado, então. Pense bem. Dica: elas sempre nos surpreendem.

Grupo 3

Casais com relacionamento ótimo, capacidade de comunicação excelente, muito unidos, excelente sexo, muitas fantasias: Convide-a para juntos estudarem melhor o assunto. Se decidirem iniciar, seu relacionamento ficará mais forte a cada dia, o sexo vai melhorar muito e vocês desenvolverão ainda mais sua capacidade de comunicação. Farão alguns amigos, conhecerão gente que pensa diferente do senso comum, participarão de festas incríveis.

Sua mulher será seu melhor amigo, e você poderá comentar com ela, no supermercado, sobre a gostosa da fila ao lado. Claro, ela vai comentar sobre o gostoso pegando a alface, que tem um braço do tamanho da sua perna e, pelo tamanho do pé e da mão, você pode imaginar o tamanho do... O que foi, achou que seria moleza? Ah, vê se cresce! Seja homem e pague o preço, vale cada centavo!

Importante: O que não fazer após ler este post

gostosa mandando se fuder
Não sabe brincar, não desce pro play

Rumar imediatamente para uma boate de swing sem conversar muito antes (a não ser os com problemas no relacionamento, estes podem ir agora). Swing é esporte radical - dá pra fazer, mas é perigoso. Há uma frase conhecida no meio swinger do Rio de Janeiro - "Não sabe brincar? Não desce pro play".

Solteiros não devem contratar uma acompanhante (puta) para ir a uma casa de swing. Nós não gostamos de casais armados e as melhores casas de swing os expulsam. Para os solteiros (as) há espaço no meio, e pode ser muito gratificante. No próximo artigo eu explico.

Esse artigo faz parte da Blogagem Inédita, movimento proposto pelo Interney no qual uma enorme quantidade de blogs está postando conteúdo original numa mesma data, hoje.

Quer conhecer mais da Amelie e do Beto? Visite o blog deles, Meu Diário Swing.


publicado em 17 de Março de 2008, 13:34
382c054e020107526642d61dc1acef0f?s=130

Beto

Beto ainda não nos disse nada sobre ele. Sim, também estamos curiosos.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura