[Verbete] Mulher Chave-de-Cadeia

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Digníssimos, por acaso já ouviram falar nessa expressão em particular... mulher chave de cadeia? Suponho que sim.

Definição pelo Dicionário Saco-Roxo:

Mulher Chave de Cadeia, s.f.: deliciosamente charmosa, ciente de do poder que tem nas mãos. Imatura, instável, insegura, ciumenta, com graves tendências a barracos públicos, trajam saias de poucos palmos, acompanhada de decotes libidinosos, ou qualquer outra roupa suficiente para provocar ereções instantâneas em machos no perímetro. Ah, e mencionei que elas costumam ser menores de idade?

No intuito de ilustrar a periculosidade do problema, segue foto de espécime ao ar livre, gentilmente cedida pela National Geographic:

mulher-chave-de-cadeia
Oi, meu nome é Mariazinha Problema, adoro sorvete, Malhação e brincar de BBB!

Trago esse assunto pois dia desses trombei com uma ex-aluna de meus tempos como professor de Inglês. Ela era uma pestinha, instalava o mais completo caos na sala de aula com seu falatório interminável. Não fosse pelo meu estilo de ensino freestyle-fuck-off-i-dont-give-a-shit, ela teria me dado sérias dores de cabeça.

Hoje, no alto de seus 15(16?) anos, e corpitcho bem desenvolvido, ela me traria "outras" dores de cabeça bem diferentes...

Bom, introduções feitas, convido vocês a compartilharem nos comentários suas histórias, aventuras e desventuras com as famosas chaves de cadeia, eu já tive a minha cota mais do que cheia. Tenho certeza que o conhecimento de vocês vai salvar muitos homens incautos de cometerem os mesmos erros.

E o resultado vai como verbete oficial para o Dicionário Saco-Roxo da PdH! :twisted:

--

ps: tenho a impressão de que quem clicar na imagem vai começar essa Segunda-Feira carregado de energia, não sei bem porque.


publicado em 03 de Maio de 2009, 23:32
B014a5f3a0e89f0614d90bf20c9235dc?s=130

Guilherme Nascimento Valadares

Interessado em boas conversas, criar negócios que não se pareçam com negócios e em espaços de transformação. Nessa encruzilhada surgiram o PapodeHomem, o Escribas e o o lugar. No Twitter.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura