10 dicas de um jovem especulador do mercado de ações

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Estou aqui hoje para compartilhar o que aprendi em um ano operando no mercado de ações.

Espero também que este texto contribua para que pensemos nossas atuais posições em relação ao dinheiro e investimentos. Vou distribuir o texto em 10 pontos básicos que tenho como os mais importantes para quem deseja começar a investir na Bolsa.

1. Aprenda a viver sem segurança e apego ao dinheiro.

Muitos mitos cercam esse tipo de investimento, a famosa renda variável, e deixam as pessoas com medo de colocar seu dinheiro em coisas que envolvem risco. Cito uma frase de Allan Arantes que deixa claro o pensamento de quem gosta de arriscar para conseguir algo maior no futuro.

"A diferença entre 'risco' e 'rico' é apenas uma letra 's'... de segurança. Aprenda a viver sem segurança, ela não é essencial."

Ao ler essa frase, muitos diriam que segurança é, sim, fundamental e que não dá para viver sem ela. Eu concordo em partes. Claro, não vamos ser loucos de arriscar um dinheiro que já tem um destino, seja ele para trocar de casa, carro, viajar ou pagar a faculdade dos filhos. Porém, o pensamento que temos de superar é o de poupar dinheiro e deixá-lo rendendo 0,5% ao mês na poupança. O que é 0,5% ao mês? Praticamente nada, exceto se você for um milionário.

Para vocês terem uma idéia, hoje a BM&FBOVESPA conta com pouco mais de 500 mil investidores (pessoas físicas) e o plano é de aumentar esse número para 5 milhões de investidores em apenas 5 anos. É, pois, o momento certo para iniciar a sua jornada. Vá em frente, saia dessa zona de conforto e arrisque!

Segurança é para os fracos.

2. Se você não estiver disposto a arriscar, não estará disposto a ganhar.

Infelizmente é assim que funciona. Quanto maior o risco, maior o ganho ou a perda. Podemos citar como exemplo a renda fixa, em que você não perde mas também ganha uma quantia pequena se comparara aos investimentos de renda variável.

Atenção, não estou falando para arriscarem tudo de uma vez só e sem nem saber o que estão fazendo. É preciso estudar e aprender antes de começar a arriscar realmente uma quantia considerável de dinheiro.

3. Saiba qual dinheiro arriscar.

É muito importante saber qual dinheiro arriscar no investimento de renda variável. Existem ações hoje que variam mais de 70 ou até mesmo 100% no mesmo dia, os chamados micos. As ações mais "seguras" variam entre 0 e 10% em um dia.

Temos de investir um dinheiro que pode ser perdido sem grandes traumas, de modo que caso ocorra um prejuízo acima do esperado você tenha tempo e esteja livre de pressão para recuperá-lo no futuro. Lembrando que investir, ou melhor dizendo, especular em ações exige muito mais de nossa habilidade emocional do que conhecimento técnico.

4. Encare as perdas inicias como um investimento.

É isso mesmo, você não começará lucrando 8% ao mês logo de cara. Isso demora um tempo com muito estudo e esforço. Se fosse fácil, todos seriam ricos. Quando você estiver começando, lembre-se que as perdas na realidade são um investimento em você mesmo para no futuro conseguir realmente ganhar dinheiro com isso.

Eu recomendo que todos comecem em simuladores, como o da FolhaInvest, pois esses sites já darão uma boa noção do que são ações e de como operá-las. Depois de entender como funciona o mercado, é recomendável iniciar leituras de livros significativos, como Comprar ou Vender, de Eduardo Matsura. Hoje também existem cursos em corretoras, que podem servir de apoio para quem está iniciando. Entretanto, não pense que um fim de semana de teoria será a salvação para você ficar rico.

O mercado não é nada bonzinho. | Wall Street Bull, escultura em bronze de Arturo Di Modica.

5. Comece com pouco.

No começo, tente controlar a empolgação de colocar todo o seu dinheiro de uma vez na sua conta da corretora. Coloque uma quantia pequena apenas para treinar e ver como você lida com a pressão e o cotidiano do mercado. Desse modo, perderá apenas quantias pequenas e quando começar a ganhar estará mais preparado para operar com mais dinheiro.

6. Esperto é aquele que aprende com os erros dos outros.

Dica preciosa, porém muitos não fazem isso, assim como aconteceu comigo. Se o seu amigo colocasse o dedo na tomada e tomasse um choque, você colocaria o seu dedo na tomada? Bem, esse mesmo pensamento serve para o mercado de ações e todos os investimentos de renda variável.

Apesar de deixar essa dica, sei que a maioria dos que começam a investir não lembra de observar e aprender com transações alheias.

7. Reinvista os seus lucros.

Reinvista tudo ou praticamente tudo o que ganhar com as ações. Essa é a melhor maneira de ganhar com a Bolsa. Temos de pensar que o número crescerá exponencialmente: quanto mais se tem investido, mais se ganha. Logo, se você gastar os seus lucros, ficará patinando, sem sair do lugar.

"Porra, Charlie Sheen, eu sei que somos viciados em sexo, mas esse filme é sobre dinheiro!"

8. Mire a longo prazo, controle a curto prazo.

É claro que o investimento tem de ser feito para o longo prazo, porém muitas pessoas pensam no longo prazo como comprar ações de uma empresa e nunca mais olhar as cotações. Eu não sou adepto desse tipo de investimento. Para mim o melhor a ser feito é ter uma meta no longo prazo com um controle mensal.

Você investe uma quantia X e daqui a 10 anos, com rendimento mensal de Y%, pretende ter Z . Logo, o mês que você ficar abaixo dessa meta foi um mês que terá de ser compensado nos próximos meses. Esse pensamento básico serve também para quando o rendimento mensal for maior do que o estimado. Quando isso ocorrer você terá uma folga para o próximo mês.

9. Aprenda a usar juros compostos a seu favor.

Juros compostos é algo fascinante quando usado a seu favor. Todos sabemos que 5% de 2000 é 100, 5% de 2100 é 105 e assim por diante. É por isso que disse para reinvestir seus lucros, pois a curva cresce em exponencial.

Começando com R$ 2000 e um rendimento de 5% ao mês, teremos em 10 anos mais de R$ 600.000. Claro, essa é uma situação hipotética, já que na renda variável é impossível termos essa garantia.

10. Seja humilde.

A mais importante das dicas: seja humilde. Aceite suas perdas; isso ocorre até mesmo com os mais experientes dos operadores. A diferença é que quem não tem experiência entra em um desespero sem tamanho para recuperar o prejuízo e acaba perdendo mais e mais até a falência.

Você não é mais esperto do que o mercado e não ficará rico do dia para a noite – ou em um mês ou um ano. Se estiver pensando dessa maneira, pode ter certeza que mais cedo ou mais tarde a fatura da ilusão chegará.

Day trade

Para ilustrar uma possibilidade, algo que muitos praticam constantemente, segue abaixo um exemplo de day trade (operação de compra e venda no mesmo dia). Por ser uma operação arriscada, é indicada para pessoas com experiência no mercado.

Link YouTube | Olha a velocidade da coisa, parece um jogo frenético.

É isso, pessoal. Espero que tenham gostado e que comecem a investir ou especular no mercado de ações. Lembrem-se de que esse é o momento certo. Algum leitor PdH já tem boa experiência na Bolsa?

Fico à disposição para conversar nos comentários.


publicado em 17 de Novembro de 2010, 08:30
146b56d45a6d1a1ec3b59be0c340a750?s=130

Vitor Spadotto

Estudante de administração de empresas e aprendiz do mercado de ações. Atualmente reside em Campinas - SP.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: