A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

14 ideias de encontros baratos para fazer com sua parceira

Pode parecer impossível, mas ainda dá pra gastar pouco e mesmo assim impressionar e garantir muita diversão

Há quase dois anos, traduzimos e republicamos um artigo do excelente The Art of Manliness chamado "A arte perdida da diversão barata" que foi um sucesso.

Parecia haver muita gente angustiada por não conseguir sequer se reunir com seus amigos tampouco conseguir não gastar muito dinheiro em troca de diversão a ponto de conseguir fazer isso com uma frequência maior.

Desde aquele dia, essa ideia ficou guardada na minha cabeça e eu acabei me tornando o guardião dos encontros de amigos. As portas da minha casa se abriram várias vezes para noites da pizza ou do cachorro-quente. E mesmo quando vamos viajar, eu sou o responsável por pensar em atividades ou mini-jogos para que o tempo despendido dentro do carro não fosse um fardo, mas uma alegria. Neste fim de ano farei uma viagem de oito horas com quatro amigos e já estamos ansiosos pela diversão que virá.

Mas quando se trata de um encontro a dois, de duas uma: ou eles são tão ocasionais que você se permite gastar mais (sabe-se lá quando vai ser o próximo, certo?); ou eles já são tão comuns que uma noite vendo Netflix basta.

Eis que nessa minha jornada para impedir que você caia na rotina ou cometa exageros encontrei mais uma vez um excelente artigo do The Art of Manliness que listou 10 encontros baratos que você pode fazer com sua parceira. Adicionei algumas ideias próprias, fiz algumas adaptações para o contexto brasileiro e, tcharam!, temos a lista abaixo.

Mas ela não precisa parar por aqui. Fica o convite para você incluir nos comentários as ideias que já teve e/ou já testou para ajudar todos a terem encontros mais vantajosos e econômicos.

1. Degustação de Vinho

Suponho que você esteja fazendo a mesma cara que eu fiz quando abri o link do artigo e vi que a primeira dica de uma lista de encontros baratos era degustação de vinhos. Mas a verdade é que, ao contrário do que imaginamos, vários estabelecimentos oferecem a oportunidade de tempos em tempos de degustar gratuitamente vinhos, cervejas, queijos e chocolates.

Além disso, se calhar de sua acompanhante curtir a bebida, existe uma série de aplicativos especializados que já estão quebrando o mito de que um vinho bom precisa ser necessariamente caro.

Sendo assim, é óbvio que conhecer o tipo que ela gosta não vai te salvar de prestar atenção no que ela fala, olhar nos olhos e ter uma boa conversa, mas certamente vai ajudar a ganhar pontos quando ela perceber que você se dedicou para pensar e montar aquele encontro, além de chegar no final do encontro e perceber que tudo foi muito barato.

Só não vai me passar a vergonha de beber demais ou resolver dirigir depois da degustação, né? Aproveita que economizou na conta e investe num táxi. Sem ter que prestar atenção no trânsito, você acaba prestando ainda mais atenção nela.

2. Vá a uma feirinha de artesanato

Eu não sei em que momento nos perdemos enquanto sociedade para decidir ir passear no shopping. Se era para passar o tempo inteiro num lugar fechado, com ar-condicionado e luz artificial, era melhor levar a família para o escritório, pelo menos seria mais econômico.

Então que tal aproveitar esse mesmo impulso consumista para fazer um programa um pouco mais interessante? Procure a feirinha mais próxima de você e vá prestigiar o trabalho e a arte de quem vende ou revende utensílios e bijuterias a preços bem mais acessíveis, à luz do dia.

É claro que não é ela que você vai comprar sua aliança de casamento (tenho amigos que sim!), mas se vocês acabarem se encantando por alguma coisa, garanto que será muito mais barato do que num shopping center.

No fim do dia, você pode sair de lá com um objeto que terá muito mais personalidade e valor sentimental do que um padronizado comprado numa super loja de departamentos.

3. Pare para ver o pôr do sol

Eu garanto a você que, não importa onde você more, existe um lugar a menos de uma hora de distância que tem uma bela vista do pôr do sol. E, amigos, ainda não inventaram nada mais romântico do que ver o sol dando lugar à lua no céu.

Aqui, a ideia é procurar um lugar alto que não necessariamente seja difícil de chegar e propor uma caminhada de até meia hora de duração. Calcule para que vocês não percam o momento exato. Os aplicativos de previsão do tempo tem acertado com uma precisão enorme o momento em que o sol vai sumir do horizonte.

Depois de ver a lua ganhar o céu, se a conversa (ou os beijos) não estiverem se alongando demais, retorne e arremate o encontro ao gole de uma bebida refrescante. Sem pressa. Assim você ganha mais um sentido (paladar) contemplado capaz de gerar aquela memória afetiva que tornará o encontro inesquecível.

4. Tarde fotográfica

Uma outra boa pedida é convidar a garota para uma sessão de fotos. Mas calma, não se trata de convidá-la para posar pra você, isso seria estranho, e sim de encontrar lugares onde vocês possam fotografar coisas, pessoas, momentos.

Tudo pode ser feito com o celular mesmo, mas se você quiser impressionar de verdade, veja com seus amigos quem têm uma câmera fotográfica melhorzinha. Depois disso é só procurar o local ideal para passar uma tarde com ângulos suficientes para fazer a festa. Dica: parques são sempre uma boa opção.

No final do dia, vocês não só terão feito um belo passeio com chances de terem tido boas conversas como terão as memórias todas registradas daquele encontro. Excelente para puxar assunto no dia seguinte.

5. Faça um piquenique

Falando em parque, aqui vai uma dica manjada: piquenique.

Quem já fez, sabe que pique-nique tem um charme romântico especial. O que é ótimo porque fazendo as comidas em casa você economiza muito. Alguns sanduíches, caixinhas de suco ou água de coco, frutas, pão de queijo e para os mais ousados, aquele bolo de cenoura que tá fácil de aprender a fazer, hein. Pronto, isso já é o suficiente para um dia inteiro de diversão.

Você também pode aproveitar que economizou e investir naquilo que não dá pra fazer em casa e levar até o parque: que tal esticar o passeio parando pra tomar um sorvete?

6. Passeio histórico

Eu duvido que você já tenha ido a todos os museus de sua cidade e mesmo que sua cidade não tenha museus, aposto que ela tem monumentos, estátuas, praças... Todo município tem pelo menos uma boa história pra contar.

Então é aí que você entra, além de todos os museus oferecerem um dia por mês com entrada de graça, você pode simplesmente fazer uma pesquisa e montar aquele roteirinho cheio de curiosidades históricas.

Não precisa fingir que sabe de tudo isso e ficar despejando informações, falando sem parar o tempo todo, ninguém gosta disso. Faça uma cola, leve tudo anotado e leia, aproveite até para checar as informações no local você mesmo. Além de ser muito mais envolvente, vai mostrar que você se importou de fazer algo diferente do resto dos caras com quem ela já saiu.

7. Assista a um jogo do time local

Mais se sua parceira gosta mesmo é de esportes, você pode levá-la para sair sem ter que pagar uma fortuna para assistir aos jogos de futebol dos grandes times. Mostre pra ela que você conhece a cidade em que mora e vá assistir uma equipe local ou uma modalidade diferente.

Os jogos da Superliga de Vôlei, por exemplo, tanto masculina quanto feminina são de graça. Na NBB (basquete) e na Liga de Futsal, também. Mas mesmo que você não vá assistir a um time de ponta, vá ao estádio municipal, procure uma competição de amadores ou de jovens.

Garanto que é uma experiência bacana assistir a jogos de times que você não está envolvido emocionalmente e que, portanto, não vai ficar desesperado pela vitória. Se permitir descobrir ao longo do jogo para quem você quer torcer só porque tal jogador é mais simpático, porque o uniforme é mais bonito ou simplesmente porque o time é tão ruim que não tem a mínima chance de ganhar, é muito divertido.

8. Noite do cinema em casa

Lembra quando eu disse sobre a comodidade de acabar sempre assistindo Netflix em casa? Pois bem. A dica aqui é fazer da noite do cinema em casa uma opção planejada e não um refugo.

Por isso, aproveite que você já vai estar economizando uma fortuna por não ter que ir ao cinema e invista um pouco na produção. Vista-se como se fosse sair de casa, mesmo que você vá apenas até o sofá da sala. Compre um super recipiente de pipoca, estoure o milho na panela, compre M&Ms e um refrigerante de dois litros. Eu te garanto: você ainda estará pagando menos do que no cinema.

E por último e mais importante: pense bem no filme que você vai ver. Não deixe para assistir o que estiver passando ou o que for sugerido pelo algoritmo do Netflix que você divide com sua mãe e sua irmã caçula. Também não seja tão intrusivo a ponto de decidir tudo sozinho, ofereça três opções pra ela e justifique dizendo porque pensou no título A, B ou C. No final, você terá uma excelente noite gastando muito pouco e ganhando muitos pontos.

9. Cozinhe juntos

Se este não for mais o seu primeiro encontro, uma opção pode ser propor que vocês cozinhem juntos. A cozinha é um local mágico da casa onde as melhores conversas sempre acabam acontecendo e mantendo as mãos ocupadas, parece que o papo rola mais solto e despretensioso, como deve ser no começo de um relacionamento.

Aqui você pode aproveitar a mesma técnica do filme: sugira três opções de receitas que você sabe que vai conseguir fazer e deixe ela escolher. Depois estenda o convite para que ela vá comprar os ingredientes com você e por último tome o tempo que for necessário para cozinhar e servir a mesa.

Apenas me faça o favor de garantir que a cozinha (e a casa!) onde você vai cozinhar esteja em ordem. Ninguém quer que o encontro fracasse só porque você esqueceu de checar se tinha gás no botijão, certo?

10. Jogos de tabuleiro

Eu não sei vocês, mas eu sou um grande fã de jogos de tabuleiro. Ainda que eu goste de videogames, eles não oferecem a mesma interação humana que um bom Monopolly ou Jogo da Vida.

Existem outras opções mais simples como baralho, UNO, mímica ou Imagem e Ação. Todos eles são uma boa pedida caso você queira manter a noite toda agitada. De repente é uma boa até para convidar casais amigos e fazer uma competição maior.

A vantagem é que, aqui, além de ser barato, vocês podem apimentar tudo com algumas apostas: quem perder paga as bebidas, a comida, ou o que mais sua imaginação (e seu bolso) permitir. Se você não for aquele cara chato que vai querer ganhar a todo custo e se permitir rir dos desenhos e das mímicas absurdas que as pessoas vão fazer (quando mais elas ficam bêbadas, pior), a noite tem tudo para ser muito agradável.

11. Karaokê

Uma opção para se fazer em casa um pouco menos passiva que a noite de cinema e menos ativa do que preparar um jantar é simplesmente chamar os amigos para cantar.

Aqui você precisa saber se a sua garota não é muito tímida e garantir que pelo menos alguns amigos desinibidos o suficiente vão segurar a cantoria por uma ou duas horas.

É importante dizer que, você não precisa necessariamente ter o aparelho para fazer isso acontecer. Uma boa conexão com a internet e algumas caixinhas de som fazem a festa. É só você colocar aquele repertório de músicas bregas para tocar e convidar a galera pra cantar.

Se a galera estiver no clima, você pode propor um concurso, com notas para a apresentação. No meu caso, um pouquinho de competição, sempre é bem vindo, mas é preciso saber se sua turma não vai ficar ainda mais tímida se eles estiverem sendo "avaliados". Uma outra opção é fazer o karaokê às cegas. Nesse caso, o "artista" da vez escuta as músicas num fone de ouvido e tem que dançar para que os outros descubram. Você vai se surpreender o quão divertido isso pode ser.

12. Veja as estrelas

Assim como o pôr do sol, eu tenho certeza que não muito longe de você tem um lugar legal para ver as estrelas. Se bobear, até um museu com telescópios disponíveis.

Aqui você pode fazer uma adaptação da dica sobre o passeio histórico: pesquise antes, faça anotações sobre as constelações mais famosas e, então, passe o tempo procurando pelas estrelas lá no céu.

Se a coisa ficar monótona, você pode complementar com algumas histórias de terror ou de amor, alternadas, para dar um clima.

13. Faça um passeio de bicicleta

Uma opção que é quase um coringa e pode ser combinada com várias outras dicas dessa lista é um passeio de bicicleta. Isto porque a bicicleta te ajuda a cobrir uma área maior com o mesmo esforço de uma caminhada.

Se você tiver sorte, vai encontrar lugares por perto que até disponibilizam aquelas bicicletas duplas. Assim, vocês vão ser obrigados a trabalhar em conjunto, o que pode render boas risadas. Mas toda bicicleta tem seu risco de imprevistos, então faça o que estiver ao seu alcance para evitá-los: garante que o lugar onde vão pedalar não é muito desafiador e que terá pessoas próximas para socorrer se algo der errado (como o pneu furar ou a corrente cair).

14. Prestigie uma banda local

Por último, mas não menos importante, sempre existe aquela opção de dar uma moral pros amigos que têm uma banda ou para aquela galera que toca todo fim de semana na praça da cidade. É uma boa para prestigiar artistas locais e valorizar a sua região.

Além disso, é muito difícil encontrar alguém que simplesmente não goste de música. Por isso, essa é uma opção certeira. Ainda que a banda seja muito ruim, vocês podem acompanhar a letra e tenho certeza que, a menos que você seja o Luciano Andolini, não vai saber cantar melhor do que os caras. Então, relaxa, permita-se rir e garanta um trocado para dar para eles ainda que eles sejam bem ruins. Afinal de contas, você já está economizando bastante!

Mecenas: Natura Homem

Se existem tantas maneiras de exercer as masculinidades quanto o número de homens que existem no mundo, também existe um sem-fim de opções interessantes para um primeiro, segundo encontro ou para dividir a vida com a pessoa que você ama.

Aproveite. Divirta-se. Seja você por inteiro.

Natura Homem celebra todas as maneiras de ser homem.


publicado em 28 de Outubro de 2017, 00:05
Breno franca jpg

Breno França

Editor do PapodeHomem, é formado em jornalismo pela ECA-USP onde administrou a Jornalismo Júnior, organizou campeonatos da ECAtlética e presidiu o JUCA. Siga ele no Facebook e comente Brenão.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura