Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

[18+] Bom dia, Camila Malheiros

A Camila foi fotografada pelo Tom Barreto.

Ainda não é um ensaio nu, e quem sabe esse seja o meu próximo desafio. Desafio porque, para mim, foi isso.

Não foi um processo mágico e instantâneo, eu não fiquei completamente segura depois de fazer o ensaio e ver os resultados, foi uma reflexão que, dia após dia, fez a diferença.

O primeiro passo, “quase” tirar a roupa e me despir de uma maneira “diferente” diante dos meus olhos exigiu alguns cigarros e muita calma; mas passados alguns minutos – é assim quando temos connosco um fotógrafo que além de talentoso com fotos é talentoso com palavras e ainda por cima um grande amigo – me senti à vontade e completamente conectada com com o cenário.

O segundo passo, acreditar na sua beleza como ela é e não culpar uma pouca maquiagem ou um cabelo escovado por você ter ficado naturalmente bonita nas fotos – e não importa o quanto elogiem, é preciso convencer a si própria.

O terceiro passo, ultrapassar o medo da crítica e entender que o importante é você gostar e se sentir bem com isso! E, nesse passo, o de escolher expor a minha insegurança – transformando ela em segurança, esse lance é complicado – foi mais importante ainda a presença do Tom, que com tanta paciência me ajudou a refletir sobre tudo.

Esse ensaio e essas fotos me ensinaram e vão continuar ensinando a desenvolver uma sensibilidade especial, no olhar sobre mim e sobre outras mulheres.

Nota: a Camila também fotografa. Se quiser conhecer as fotos dela, vai lá no Instagram. Não esqueça também de prestigiar o trabalho do Tom por lá.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado em 16 de Abril de 2018, 00:00
W1siziisijiwmtgvmdqvmtevmjevmzmvntcvnmzlzja0ndqtnmu3zc00yjg5lwjjmdetzdu5ztnjn2flyze0l2f2yxrhci1wbmcixsxbinailcj0ahvtyiisijiwmhgymdajil1d

Camila Malheiros

Fotógrafa, você pode conferir suas fotografias pelo Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura