[18+] Bom Dia, Carol Gerhardt

A Carol foi fotografada pelo Cadu Dias

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Nota editorial: estamos em busca de Bom dias com homens e com mais diversidade de corpos e peles — aqui explicamos em mais detalhes o contexto atual da série, suas origens, obstáculos e nossa visão de futuro para ela. Se você é fotógrafo(a) ou tem um ensaio que deseja publicar, fale conosco pelo jader@papodehomem.com.br .

* * *

Eu não sou modelo. Longe disso. Nunca fui clicada por outra pessoa ou participei de qualquer ensaio. Achava que não tinha nenhuma intimidade com a câmera. Achava, porque depois dessas fotos percebi que até que conversamos bem.

 

 

 

 

Quando o Cadu me convidou para participar do projeto, já comecei a pensar em várias ideias. O objetivo era criar um ensaio mais intimista, minimalista, usando só luz natural, o mais próximo da realidade possível, não precisava ser nenhuma super modelo para isso. Como eu falei nunca tinha fotografado, mas sou amante da arte. Principalmente do cinema, me preocupo com a estética. A fotografia tem que ser nossa aliada, usada ao nosso favor, transmitir e retratar o que buscamos expor.

A ideia era ótima, o momento era perfeito pra mostrar que o nu não é necessariamente vulgar, o nu é natural. É possível você trabalhar a nudez de forma sensual, sem ficar pejorativo ou agressivo. Obviamente tirar a roupa pra uma pessoa que eu mal conhecia não foi fácil, mas também não foi difícil. A questão da nudez é mais um tabu enraizado, do que um problema de fato. Isso também vem do uso do corpo da mulher de forma pejorativa há anos, e mesmo hoje em dia, o nu não é visto com bons olhos por uma grande parcela de pessoas.

Durante o ensaio construímos um set favorável, Cadu me deu bastante liberdade para opinar e trabalhar. Foram 02h30 de muitos cliques e risadas. O resultado foi incrível, não poderia ser diferente.  Sem presunção ou qualquer coisa do tipo, mas imagino que o meu ensaio tenha inspirado outras meninas a participarem do projeto. E mais, sem medo de julgamentos imperiais!

As fotos são do Cadu Dias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Boa semana a todos.


publicado em 17 de Abril de 2017, 00:00
Perfil jpg

Carol Gerhardt

Petropolitana, 25 anos, taurina com lua em gêmeos, quase psicóloga. Louca por bons filmes e séries de drama.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: