[18+] Bom dia, Jacqueline Jordão

A Jacqueline foi fotografada pelo Alberto Prado, do ElaCrua

Nota editorial: estamos em busca de Bom dias com homens e com mais diversidade de corpos e peles — aqui explicamos em mais detalhes o contexto atual da série, suas origens, obstáculos e nossa visão de futuro para ela. Se você é fotógrafo(a) ou tem um ensaio que deseja publicar, fale conosco pelo jader@papodehomem.com.br .

* * *

O corpo mesmo é o que está embaixo da pele e posar nua, para mim, é isso. Sentir por debaixo da pele. Ser um corpo e ao mesmo tempo não ser. É tirar qualquer roupagem que possa me limitar ou dizer o que posso ou não, fazer e ser.

E o despir-se de mim mesma , nua, crua da forma mais sincera e pura como ser, não como mulher ou um corpo. Os olhares superficiais que olham negativamente minhas fotos nua pouco me importam, porque esses gostam da nudez do corpo e não a da alma.

Participar do ElaCrua e encantar-se por si mesma. projeto me proporcionou um ensaio lindo e participou um pouco do meu florescer como menina, mulher e, às vezes, apenas uma louca. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Boa semana a todos.


publicado em 23 de Fevereiro de 2015, 09:00
File

Jacqueline Jordão

Tem muito tempo para pouca preocupação, é conhecida pelo riso frouxo e excesso de teimosia. Nunca anda com guarda-chuva porque gosta da chuva no rosto e também de luz, lua, algodão-doce, beterraba, olhos, cerveja, rum, bochechas e o nada.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura