Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

[18+] Bom Dia, Jociele Rodrigues

A Jociele também é fotógrafa e posou como modelo para o ensaio feito pela Gane Coloda

Nota editorial: estamos em busca de Bom dias com homens e com mais diversidade de corpos e peles — aqui explicamos em mais detalhes o contexto atual da série, suas origens, obstáculos e nossa visão de futuro para ela. Se você é fotógrafo(a) ou tem um ensaio que deseja publicar, fale conosco pelo jader@papodehomem.com.br .

* * *

Desde a infância me sentia uma pessoa diferente das demais. Uma menina que não gostava de laços e fitas, que não queria o rosa em mim, muito menos as "frescuras" de ser menina. As 12 anos comecei a desenvolver uma escoliose por me curvar para esconder os seios crescendo, mascarar que uma menina estava desabrochando ali, esconder para meus amigos meninos que a amiga deles não era frágil.

 

 

 

Fragilidade nunca foi parte da mocinha do passado e muito menos da mulher de hoje. O tempo passou, me tornei mulher com a vida, mas aos 27 anos descobri que era uma mulher de fibra, que havia enfrentado muitos desafios, encontrado minha carreira na fotografia, minha vida pessoal e o meu eu mais íntimo, me conheci de fato.

Ao participar de um ensaio sensual, abriu uma incógnita grande: "a fotógrafa e editora do outro lado da lente?", "eu sei ser sexy?".  Ambas as perguntas ecoaram alto em mim, e mesmo assim disse sim.

Ah, o pudor... Sempre o em excesso. Tinha vergonha de ficar nua para mim mesma no espelho, não gostava do que via, sempre queria mudanças e algo a mais aqui e ali, acredito que como toda mulher. Mas em um ensaio, você vê a câmera e a profissional e, por conhecer o outro lado sei como encaramos de forma artística e como queremos sempre a melhor luz, a melhor silhueta. E por que tanta dificuldade se andamos seminus em uma praia, com pedaços de panos que apenas satisfazem o pudor que está em nós?

Quando recebi as fotos chorei, foi uma emoção diferente ver que aquela menina, que a pouco se considerava mulher, de fato se via como uma mulher sensual e com um sal a mais. Autoestima surgiu naquele mesmo momento, coisa que não sabia o que era, não sabia mesmo que tamanha feminilidade fazia parte do meu ser. Ao ver meus olhos em cada imagem, lembrei de todos momentos, cada conquista vivida até ali, e percebi que uma beleza comum é fácil de ver, mas a beleza interna que uma profissional e sua câmera conseguem captar é algo que valor algum no mundo paga. 

Agradecimentos sempre serão estranhos, mas quando se trata de alguém que acende em você uma luz e mostra que existe um Q a mais, é sempre válido: meu agradecimento à Gane, que soube captar a essência de uma mulher em mim adormecida.

As fotos são da fotógrafa Gane Coloda, que etá no Instagram e Facebook.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Boa semana a todos.


publicado em 11 de Dezembro de 2017, 00:00
19598549 1391567060928201 8603421485182762721 n jpg

Jociele Rodrigues

Fotógrafa e posou para um ensaio no Bom Dia. Está no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura