A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

[18+] Bom Dia, Maria Clara

A Maria Clara é de Brasília e foi fotografada pelo Bernardo Moreira

Nota editorial: estamos em busca de Bom dias com homens e com mais diversidade de corpos e peles — aqui explicamos em mais detalhes o contexto atual da série, suas origens, obstáculos e nossa visão de futuro para ela. Se você é fotógrafo(a) ou tem um ensaio que deseja publicar, fale conosco pelo jader@papodehomem.com.br .

* * *

O dia em que eu sentei em um formigueiro:

 — Por que você postou aquilo?

 — Você está querendo que te elogiem?

 — Se você fosse minha namorada eu não deixaria.

 — Migam sua loka! Apaga essa foto.

Recentemente fiz um ensaio fotográfico com o Bernardo Moreira. Gostei bastante das fotos mas o mais especial não foram elas ou o rosto lindo e um sorriso encantador que me pirou o cabeçãão do Bê (ele só tem 19 aninhos e é um super talento!) e, sim, o momento das fotos.

Nunca achei que eu fosse me sentir tão à vontade com um desconhecido me fotografando. Nunca pensei que eu me sentiria à vontade com os “defeitos” do meu corpo que eu “arrumo” manualmente ( com bastante frequência ) em frente ao espelho do meu quarto. Nunca pensei, principalmente, que eu sentiria vontade de compartilhar essas fotos com amigos e stalkers.

Minha questão é: dificilmente eu consigo surpreender a mim mesma e dessa vez eu me surpreendi, positivamente. Me senti feliz com as fotos, me senti ok com meu corpo e me senti maravilhosa pelada, ali no meio do mato, mesmo com um formigueiro na bunda. Mas, infelizmente, surpreendi algumas pessoas negativamente.

Para postar essas fotos, precisei romper um julgamento próprio. Juro que foi um esforço porque eu realmente QUERIA fazer aquilo sem ME julgar. Foi aí que fui questionada por alguns amigos e ex. Foi aí que recebi print da minha própria foto. Doçura, não me mande print da minha própria foto. Minha memória é ruim mas eu consigo me lembrar do que ACABEI de postar.

Tentei responder educadamente para essas pessoas. A pergunta mais frequente foi “ Por que você postou essa foto?”. Eu postei essa foto pelo MESMO motivo que postei todas as outras fotos do meu instagram. Postei porque achei bonita. Porque o momento foi incrível. Porque a foto me traz boas recordações. “Se fosse minha namorada eu não deixaria” eu respondo, não tão afetivamente, que “é exatamente por isso que não sou sua namorada”.

Não quero ofender ninguém com esse texto mas estou a fim de falar para você, coleguinha aí de casa, que não há problema algum em se sentir bonita. Não há problema algum em fazer o que você bem entender com o SEU corpo. E, claro, gostaria de que essas pessoas que julgam tanto os outros, parassem para refletir um pouquinho.

Por que a Giselle Bundchen ( não sei escrever o nome dessa deusa e não vou procurar no google) pode postar o que quiser e eu não? Só por que ela tem o corpo ~ ideal ~ e eu não? Por que você pode postar foto do seu cachorro e eu não posso postar uma foto do meu corpo? Você pediu permissão pro seu cachorro? Risos.

Me esforço diariamente para não julgar tanto as pessoas e sei o quanto isso é difícil. Eu mesma já disse “acho tosco mulher que posta selfie” ou “ acho nada a ver postar foto de biquíni” ou “afff por que você postou essa foto sexy?” por puro ciúmes ou recalque ou incompreensão mesmo.

Espero de coração que você se sinta melhor com esse texto e pense se há alguma vontade reprimida em você. E espero que você pense duas vezes antes de questionar agressivamente sua coleguinha pelada ou seu colega que curte axé.

Ah! Por favor, não me mandem prints do meu próprio texto. Valeu!

Obs.: este texto foi originalmente publicado no Medium da Maria Clara, e ela encaminhou para o PapodeHomem que, somado ao ensaio, rendeu o lindo Bom Dia de hoje. 

Boa semana a todos.


publicado em 04 de Abril de 2016, 00:10
11701022 1663782980524056 1224415653273435607 n

Maria Clara

É sul-matogrossense e responsabiliza o consumo excessivo de tereré por suas habilidades com o léxico e sua alma destemida. Atualmente, mora em São Paulo e sonha em ter um golden retrivier. Ela tá no Instagram e no Facebook.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura