A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

[18+] Bom Dia, Natália Bueno

A Natália quase desistiu de fazer ensaios, mas se fotografando, foi pegando novo gosto e vontades renovadas

Nota editorial: estamos em busca de Bom dias com homens e com mais diversidade de corpos e peles — aqui explicamos em mais detalhes o contexto atual da série, suas origens, obstáculos e nossa visão de futuro para ela. Se você é fotógrafo(a) ou tem um ensaio que deseja publicar, fale conosco pelo jader@papodehomem.com.br .

* * *

Quando o Ivan Filho me chamou para fazer o ensaio, logo aceitei. Gosto da troca de experiências e vi que ele não modificava os corpos na edição, respeitando a particularidade de cada modelo, de cada pessoa. É interessante se enxergar pelos olhos do outro e eu gosto de ver a diferença entre um profissional e outro. Certamente o Ivan capturou a minha essência e permitiu que eu me conhecesse ainda mais.

Minha admiração pelo nu começou ainda cedo, bem antes de eu ter idade para posar para algum fotógrafo. Com uns 15 ou 16 anos eu já buscava por sets de Suicide Girls e passava horas admirando aquelas meninas. Isso fortaleceu ainda mais minha relação com dois tipos de arte, a fotografia e a tatuagem.

Aos 18 anos eu já tinha idade para me iniciar no meio, mas a insegurança em relação ao meu corpo era bem mais forte do que a vontade de estar na frente de uma câmera. O processo foi lento e comecei a me gostar mais com fotos que eu mesma fazia (e continuo fazendo). Foram os primeiros passos para estabelecer uma conexão entre nós, meu corpo e eu.

Em Julho de 2014 recebi um convite para posar nua pela primeira vez. Aceitei. Infelizmente o ensaio sumiu junto com a fotógrafa que o fez e isso me desanimou definitivamente de ser uma modelo, ainda que amadora. Foi preciso tempo, um intercâmbio, algumas pessoas e muitas palavras de apoio para que eu voltasse a confiar em um fotógrafo e a vontade fosse de ser fotografada fosse reacendida em mim. Mas uma hora eu senti que era minha hora e fui.

Estou. Estarei.

Boa semana a todos.


publicado em 07 de Setembro de 2015, 00:00
19391 868168206575779 9219404323865724045 n

Natália Bueno

Paulistana, metade de uma publicitária e a caminho de ser uma jornalista por inteiro. Transformou o amor em hobby e o hobby em trabalho, enquanto não está na agência, quer estar na frente de uma câmera. Os trabalhos são divulgados no Tumblr e no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura