A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

6 Táticas que um Homem não deve usar numa Discussão - Parte II

Continuação da primeira parte do artigo, onde discutimos algumas posturas que o homem deve evitar, caso queira conduzir uma discussão sem partir para a ignorância.

4. Xingar

Sem descer o nível
"Vai tomar no cú!",

No momento em que um dos lados lança um é como se fosse ambos retirassem as luvas, e jogassem as regras de civilidade no lixo. Ao romper a fronteira da boa linguagem, você automaticamente dá ao outro o direito de agir como quiser, afinal, foi o que você acabou de fazer.

Em uma discussão entre amigos, muitas vezes um xingamento passa e no final tudo fica numa boa. Com a namorada, pode acabar em sexo caso vocês ainda sejam apaixonados. Mas o grande perigo é no ambiente profissional ou com alguma pessoa com a qual não tem tanta intimidade. Nesse cenário o preço é alto. Não espere menos do que fazer um novo inimigo ou perder um negócio.

E lembre-se da regra de ouro: se a outra pessoa estiver devendo grana para você, não xingue de jeito nenhum!

Solução: não se deixe levar pelo impulso. Quando sentir que acabou de escutar um argumento especialmente estúpido ou ofensivo, respire fundo e tenha certeza de que está com clareza total antes de continuar a conversa.

5. Assumir atitude agressiva

Você sabe com quem está falando, fedelho?

Nada pior do que os metidos a valentões que começam a falar berrando e já dão um soco no mesa, e em seguida batem a porta como se estivessem prestes a explodir. Isso não só demonstra total falta de controle, como também eleva o nível da conversa para pior, o que pode se tornar o preâmbulo de uma boa pancadaria.

Ao gesticular demais, falar alto demais e se aproximar da outra pessoa, a mensagem é de ataque. E no susto, você pode levar um belo direto no nariz antes de perceber o que aconteceu.

Solução:assuma uma postura centrada durante a discussão e procure permanecer nela. Nada de ficar perambulando, dobrando o pescoço ou avançado sobre o outro. Caso ele avance, não recue, nem ataque. Mantenha o olhar, espere ele dizer as besteiras dele e fale - bem baixinho - para se controlar e diminuir o tom de voz. Feito certo, o efeito é imediato, já que a outra pessoa percebe na hora o contraste entre ambas as falas.

6. Sair do local pisando duro

Dar as costas no meio da conversa é atitude de criança

Normalmente quem tem o hábito de simplesmente deixar o local da discussão antes do término é a pessoa que está se sentindo intimidada ou então alguém com perfil agressivo e controlador, do tipo que não aceita argumentos de terceiros. Seja como for, novamente demonstra falta de controle e maturidade.

Solução: não tenha medo de manter sua posição e seus argumentos e deixe para sair somente quando chegarem a termos. Apenas não seja intrasigente ou irracional. Procure ser a voz da razão e ofereça possibilidades para encerrar a contenda. Assim vai aumentar sua reputação como um homem sensato e capaz de lidar com problemas sem partir para golpes baixos.

E caso sua namorada esteja por perto, pode ter certeza de que ela vai ficar muito bem impressionada com sua habilidade de conduzir a situação.


publicado em 01 de Junho de 2007, 10:35
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura