Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

A caixa de ferramentas de um homem

Finalmente a decisão foi tomada. O homem resolveu se separar do menino e partir para a aventura de morar só, sendo que os meninos são "mais espertos" e moram com os pais até que uma gata lhes acene com a possibilidade de alçar voo.

Mas isto não importa mais. Agora é sozinho.com, e todas as possibilidades da ausência de olhares inquisitivos que lhe propiciará novos experimentos e um mundo de novas conquistas, embora todos os continentes estejam conquistados e a carta da ONU proíba guerra de conquistas.

Resta o campo amoroso, onde corpos já conquistados levantam muralhas e insinuam campos férteis e virgens à espera do conquistador. Mas isto será uma aventura com todas as nuances de uma guerra fria, capaz de exterminar o planeta ou, como no caso verídico, não dar em nada.

No campo prático da vida solitária existe o momento crucial em que nos damos conta de que algumas dificuldades com que nos deparamos jamais aconteceram quando habitávamos em família. Diga-se, de passagem, que nós não as víamos acontecer.

Lâmpadas queimadas, chuveiros que não aquecem, torneiras que não fecham completamente... Enfim, uma série de problemas não vividos em família pois alguém (meu velho) resolvia antes que eu sequer imaginasse que aconteciam.

Então, com as dificuldades domésticas a serem enfrentadas, algumas ações preliminares são necessárias.

Pode admitir: antes de sair de casa, você vivia em um grande hotel.

Longe do hotel da mamãe, é preciso abrir bem os olhos

Primeiro, conhecer a toca do lobo. Verificar, inicialmente qual é a voltagem fornecida (110 ou 220). Depois, onde está localizada a caixa dos disjuntores e identificar a divisão da rede elétrica interna, tais como, cozinha, banheiro e quarto. Normalmente uma residência é dividida em setores para maior segurança e para evitar um apagão geral no caso de pane em um deles.

Verificar, ainda, a situação do registro geral de água para certificar-se de que, em caso de avaria em torneiras e chuveiros, ou mesmo para troca de vedantes, possa rapidamente fechar o registro e estancar o fluxo de água.

Não esquecer de checar o registro de gás, mas é bom não mexer neste item, a menos que você seja entendido, já que é muito comum acidentes causados pela volatilidade do agente gasoso.

Para a solução imediata da falta de luz é necessário ter uma lanterna de boa qualidade, pensando ter em mente um “kit de sobrevivência doméstica”, embora não tenhamos a prática e habilidade necessárias, contamos com a inteligência suficiente para saber que na madrugada não encontraremos alguém disposto, mesmo pagando, a consertar nosso chuveiro para que possamos tomar uma ducha a dois, ou três (não esqueçamos as possibilidades).

Buscando solucionar o problema, e ainda impressionar a gata da hora, montamos nosso kit com base na crença de que pequenos problemas podem ser solucionados com ferramentas básicas e peças de reposição importantes.

Homem que é homem faz trabalho doméstico, sim.

Já temos a lanterna e com ela vamos iluminar nosso kit de sobrevivência domiciliar.

Então, verifica-se qual é a marca do chuveiro que possuímos e adquirimos uma ou duas (melhor duas) resistências reservas, lâmpadas (normalmente em número igual à metade das em uso) e alguns vedantes de torneira e chuveiro (normalmente são iguais).

Isto é básico. Para problemas maiores, aconselho consultar um profissional da área ou esperar por mais posts como esse. ;-)

Itens básicos para sua caixa de ferramentas

As ferramentas básicas necessárias podem ser adquiridas em qualquer ferragem – até supermercado vende – e são de simples manuseio, basta um pouco de inteligência e disposição.

Quando ler "alicate", não pense nisso, por favor.


  • Chave de teste (serve para verificar a existência de corrente em uma tomada ou qualquer ponto onde se deseja verificar a existência de corrente elétrica).

  • Alicate de bico fino (usado para manusear pontas de fio a serem ligadas).

  • Alicate universal (auxilia o de bico fino e serve para outras tarefas).

  • Chave de grifo (usada para canos, parafusos e porcas, age apertando a peça a ser desrosqueada).

  • Chave de fenda (para parafuso Philips e parafuso de cabeça escareada, mais comuns).

  • Fita veda rosca (para canos de água).

  • Fita isolante (para usar nos fios desencapados).

  • Lanterna.

São ferramentas e peças básicas para solucionar pequenos entraves domésticos que nos proporcionarão dores de cabeça se não resolvermos em seguida, pois a busca de profissionais pode ser dispendiosa e nos causar mais aborrecimentos ainda se não forem competentes e honestos.

Depois falaremos de martelos, serras, furadeiras...

Alguns lembretes importantes...


  • Jamais segure um fio sem antes ter testado para ter a certeza de que não possui corrente.

  • Nunca tente consertar qualquer vazamento sem fechar o registro geral antes.

  • Jamais tente consertar vazamentos de gás! Feche o registro, desligue imediatamente os disjuntores da residência, abra todas as janelas e saia de casa.

De qualquer modo sempre use a experiência alheia para ajudá-lo e, o mesmo tempo, ajude com sua experiência, comentando o post, relatando suas experiências, o tipo de ferramentas que você usa e como tem enfrentado as dificuldades domésticas morando sozinho.


publicado em 04 de Agosto de 2010, 11:19
09fa16aaf8733b3641a0796e4789ce28?s=130

Waldemir Marques

Pai do grande Dr. Drinks, Waldemir Marques vive em Rio Grande (RS). Planeja escrever mais posts para essa série de sobrevivência doméstica no PdH.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura