A incrível coleção de discos no home-office de Haruki Murakami

Além de ter escrito Norwegian Wood, esse desgraçado tem mais discos que a soma dos meus com os seus amigos no Facebook.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Haruki Murakami dorme todos os dias às 22h. Acorda às 5h para uma corrida na solitária Tóquio (como todos adoram descrever Tóquio) e volta para escrever. Assim Murakami definiu a própria rotina em ótima entrevista para o crítico e também escritor Xavi Ayén, em 2014.

O que Murakami não comentou foi seu lado colecionador. São simplesmente 10 mil discos. A maioria de jazz. Segundo o próprio, que já foi gerente de um club de jazz e blues, servem para, também, trabalhar. Ele quase sempre escreve ouvindo música.

No site oficial de Murakami há um menu interativo com detalhes deste escritório. É possível passear pelos cantos da sala e observar algumas particularidades, como os lápis dentro de copos ilustrados com dois álbuns de Miles Davis e o toy do prodígio Yasuhiro “Ryan” Ogawa.

Toma essa referência de home-office:

Eis uma bela coleção de discos
Mais detalhes do vício do Murakami por música e esportes
Os amuletos da sorte na mesa de trabalho
Yasuhiro “Ryan” Ogawa, pitcher do Tokyo Yakult Swallows
Mais jazz 
Mais estudo, mais anotações e uma coisa redonda legal 

Divirta-se pelo site. E caso você não conheça nenhuma obra, faça esse favor pra você mesmo e descubra porque Murakami é chamado de o David Lynch asiático.


publicado em 19 de Setembro de 2015, 20:25
File

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: