A jornada de Alberto Brandão (e a sua)

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Falamos muito aqui sobre jornadas. Perguntamos qual a sua, expomos pedaços das nossas, e assim esperamos que todos continuemos seguindo pelas melhores estradas.

Não sei se falo por todos aqui do PdH, mas eu certamente tenho no amigo (e é com ênfase que uso essa palavra) Alberto Brandão um exemplo de jornada foda.

O primeiro texto dele aqui, "Autoconhecimento pelo desafio", surgiu graças ao caminho que já vinha sendo trilhado pelo cara nos anos anteriores. Um caminho que o levou de obeso mórbido a presidente e fundador da Associação Brasileira de Parkour. Que o transformou num cara capaz de se jogar no chão e começar a fazer 3800 flexões só por causa de uma aposta no Facebook e que rendeu a admiração de uma leitora com quem ele hoje divide as despesas e a vida.

E o caminho segue: há alguns dias, o Alberto foi convidado a participar como palestrante do evento Ossobuco, em Brasília, que todo mês reúne pessoas com experiências valiosas para falar por breves minutos sobre as suas jornadas. Aqui temos 6 minutos desse grande cara falando sobre parkour, vida e a necessidade de ser um pouco louco com as suas próprias metas. Tudo ao mesmo tempo.

YouTube

Penso que ver algo assim é sempre uma oportunidade para seguirmos nos perguntando: qual é mesmo a minha e a sua jornada?


publicado em 03 de Julho de 2012, 14:26
File

Fabio Bracht

Toca guitarra e bateria, respira música, já mochilou pela Europa, conhece todos os memes, idolatra Jack White. Segue sendo um aprendiz de cara legal.\r\n\r\n[Facebook | Twitter]


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: