A Rússia que não aparece nos cartões postais: conheçam as fotos do Alexander Petrosyan

Fotógrafo russo tenta mostrar um lado bem peculiar de sua cidade e faz fotos incríveis com isso

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

E que fascínio a gente tem pela Rússia. No centro das acaloradas discussões sobre conflitos globais, principalmente pelas relações de amor e ódio com os Estados Unidos e como apoiador ferrenho do governo Assad na Síria, o país que é parte Europa e parte Ásia ainda traz consigo muito mistério. 

A Internet, essa lindona, ainda ajuda a potencializar esse imaginário com imagens de russos malucos fazendo coisas doidas. Mas, pra colocar um pouco os pés no chão e ver tudo pelos olhos de quem entende, o fotógrafo profissional Alexander Petrosyan, que mora em São Petersburgo, segunda maior cidade do país, fez uma série de fotos para mostrar um lado mais decadente e pitoresco da Rússia, mas sem essa gama de piada por cima, apenas a ironia inerente construída com uma história singular.

A ideia dele era captar justamente um olhar exclusivamente local de coisas que provavelmente passariam despercebidas aos olhos de turistas. "This is my world", ele dobre sua cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tem mais fotos desse projeto e, se quiser, também dá pra acompanhar o trabalho dele no Instagram, que tem fotos incríveis.

Obs.: Este texto foi produzido do outro lado do mundo, no Japão! Estou em viagem na terra do sol nascente e escreverei daqui pelos próximos dias, com a ajuda da Seta Viagens, que me botou aqui. Acompanhem meus próximos artigos lá na minha página de autor.


publicado em 27 de Abril de 2017, 00:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: