A violência e um cavaleiro caído

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

A raiva cega, faz perder a linha, passar dos limites, perder a razão, sair de si, querer matar um.

Nada disso justifica.

Link Vimeo

De acordo com a matéria "Os impactos da violência doméstica infantil", do portal iG, Dados fornecidos pelo Unicef analisam quase 45 mil casos de violência doméstica contra crianças e adolescentes atendidos pelos Centros de Referencia Especializados de Assistência Social (CREAS) em 904 municípios brasileiros -- dados de 2006.

Nesses índices, a diferença de gênero quase não existe quando se fala em violência física, psicológica ou de negligência. Já a violência sexual mostra uma discrepância forte: quase 5 vezes mais meninas foram vítimas de abuso sexual do que meninos, e o número de meninas que foram vítimas de exploração sexual é quase 4 vezes maior do que meninos.

Ainda com dados do CREAS, "crianças e adolescentes entre 7 e 14 anos de idade são os mais vulneráveis à violência doméstica. Os meninos e meninas dessa faixa etária são vítimas em 59% dos casos de violência doméstica atendidos".

Meninos

Violência física - 4, 493

Violência psicológica - 4, 308

Abuso sexual - 2, 146

Exploração sexual - 279

Negligência - 6, 645

Total - 17, 871

Meninas

Violência física – 4, 164

Violência psicológica – 4, 592

Abuso sexual – 9, 932

Exploração sexual - 971

Negligência -6, 786

Total – 26, 427

Violência doméstica contra crianças e adolescentes

Esse é o documento Um cenário em (des)construção, com todos os dados fornecidos pela Unicef:

Denúncias de violência contra a mulher sobem 600% em 6 anos

Desde a promulgação da Lei Maria da Penha, em 2006, o número de agressões contra mulheres relatadas ao governo federal por meio do serviço Ligue 180 cresceu 600%. A maioria dos casos descritos (57%) envolve agressões físicas.
Segundo dados da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, o serviço de atendimento telefônico que oferece orientações para as mulheres vítimas de violência fechou o ano de 2012 com 88.685 relatos de agressão – contra 12.664 há seis anos.
Segundo a pasta, a elevação no número de relatos não significa necessariamente um crescimento real dos casos de violência, mas um aumento das notificações – na medida em que mais mulheres estariam se sentindo seguras para procurar ajuda.
[...]
O Ligue 180 é um serviço gratuito focado na orientação das mulheres vítimas de abusos e seu encaminhamento para órgãos da polícia, da Justiça e demais serviços de enfrentamento da violência contra a mulher, como centros especializados e casas abrigo.
Em primeiro lugar no ranking das agressões relatadas ao serviço em 2012 está a violência física contra a mulher, com 50.236 casos – o que representa elevação de 433% em relação ao ano de 2006.
Logo abaixo no ranking vêm a violência psicológica (24.477 casos) e a violência moral (10.372). Os abusos sexuais representam, por sua vez, 2% dos casos, com 1.686 relatos.
Matéria do site BBC Brasil

Precisamos, cada dia mais, de pessoas lúcidas para lidar com casos como esse. Pessoas que parem com esse tipo de atitude, que denuncie esse tipo de problema, que enfrente esse tipo de fato.

Não dá mais para dividir as pessoas em monstros, pequenos cavaleiros e indefesas donzelas.


publicado em 09 de Setembro de 2013, 07:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: