Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Akira: a diferença entre o anime e o mangá

O que tem nas duas mil páginas do mangá que não foi para as telas em Akira? A gente te fala aqui

Esse nome constará em qualquer lista de desenhos japoneses mais importantes, seja nas revistas nipônicas ou nos longa metragens produzidos por lá. Isso porque Akira é um mangá publicado de 1982 até 1990, que ganhou, em 1988, uma animação para o cinema, ambas as obras criadas pela mesma pessoa, Katsuhiro Otomo.

Aqui no Brasil o que chegou com força foi o filme. Acho que toda criança na década de 90 acabou assistindo a uma obra alucinada muito mais profunda do que nossas cabeças poderiam aguentar. Mas todos nós adoramos e, com o passar dos anos, Akira se tornou o clássico cult que é hoje.

Mas e o mangá? 

Os mais corajosos, com a vinda da Internet, pegaram a obra original para ler. E perceberam uma enorme diferença entre os dois trabalhos. Isso porque, enquanto na animação temos uma história contada em duas horas, o mangá conta com mais de duas mil páginas! Dá mais ou menos 90 edições de uma revista americana que seria publicada mensalmente por oito fucking anos.

Logo, não é que o quadrinho é melhor que o filme, mas sim que temos uma história incrível contada de duas maneiras diferentes. 

A parte boa é que o Cinefix, um canal no YouTube sobre cinema - altamente recomendado (ainda vou escrever sobre os vídeos do canal) - fez um vídeo bem massa sobre as principais diferenças entre o Akira anime e Akira mangá. O desenvolvimento da história que se passa em Neo Tóquio, uma versão cyberpunk futurista distópica da capital japonesa, e como as personagens se comportam de forma diferente e com destinos distintos. Também mostra personagens que aparecem só em uma versão, coisas importantes deixadas de lado aqui ou coisas irrisórias aprofundadas acolá.

Link Youtube

Akira, o anime

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Akira, o mangá

 

 

 

 

 

Enfim, vale demais assistir e ler.

Obs.: Ah! Eu vi esse rolê todo lá no Trabalho Sujo.


publicado em 03 de Novembro de 2016, 00:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura