Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Vamos salvar o projeto Alma de Batera

Existe um lema bastante difundido entre os editores, autores e colaboradores do PapodeHomem. A base dele é formado nos principios da colaboração espontânea e foramalizada em uma frase tão singela quanto densa em conteúdo.

O verdadeiro líder é aquele que forma novos líderes.

Essa afirmação tem como principal característica o incentivo. O incentivo pela transição de conhecimento e experiência afim de uma transformação. Muitas vezes, por meio de atitudes simples que mudam desde a sua rotina até o futuro de um grupo comum. São atuações e trabalhos que fazem pequenas ações se transformarem em alterações na autoestima de qualquer um.

E melhorar a autoestima é o primeiro passo para qualquer pessoa que deseja mudar uma projeção pessimista de futuro.

Alma de Batera: um dos projetos mais originais do país

Paul Lafontaine é um one show man. Um cara talentoso. Um cara com oportunidades. Um cara que não precisaria se preocupar com o mundo ou seus derivados. Porém, ele tem entre todas as suas melhores caracteristicas, desde as artisticas até as mais humanas, o caráter altruísta. Não um altruísmo demagogo ou meramente publicitário. Mas um altruísmo conceitual e de formação.

Desde 2008 Paul toca o projeto Alma de Batera. O objetivo é oferece às pessoas especiais um contato maior e mais efetivo com a música. Com oficinas de exercícios básicos em bateria e atividades pedagógicas por meio de dinâmicas corporais, os alunos têm total liberdade de interagir com instrumentos e desenvolver áreas poucos trabalhadas.

Esse tipo de prática guiada por Paul contribui o desenvolvimento auditivo, psicomotor, cognitivo e, claro, social, uma vez que a interação entre os alunos é enorme. Essa ligação afetiva consolida em uma maior liberdade e conforto das pessoas especiais na hora de enfrentar rotinas básicas da sociedade, como pegar um ônibus ou ir ao cinema. Tudo isso tendo a música como gancho.

Link YouTube | Saiba mais sobre o Alma de Batera

As aulas ganharam vários alunos com o passar do tempo. E o melhor: incentivadores. A ideia de Paul tocou muitos adeptos desse formato de ação. Assim, um número considerável de apoiadores foi até o local saber como poderiam auxiliar no projeto, instruir os alunos ou somente divulgar o Alma de Batera. O projeto se transformou em atividade oficial.

Desde sua criação, o Alma de Batera é realizado na Biblioteca Mário Schenberg, em São Paulo (SP). A demanda de estrutura e novos professores fez com que o idealizador colocasse a atividade em uma plataforma de financiamento coletivo. Afinal, a manutenção dos equipamentos e a estrutura adequada necessitam de um certo investimento, algo inviável para Paul e os apoiadores.

Surgiu assim a ideia de um crowdfunding. O objetivo da arrecadação é ampliar o número de oficinas para outras regiões de São Paulo e arcar com as despesas para a formação de novos professores envolvidos nas aulas. E a situação é a seguinte:

O projeto já arrecadou mais de R$15 mil reais e faltam quase R$7 mil. Faltam apenas 3 três para o fim do prazo. Caso a grana não seja levantada, todo o arrecadado será devolvido aos colaboradores. Ou seja, é importantíssima a sua doação para o projeto não morrer.

O primeiro e importante avanço já foi dado: o da visibilidade. É importante que mais pessoas, instituições e empresas conheçam a atuação do Alma de Batera. Além do PapodeHomem, o IdeiaFixa e o Update or Die estão auxiliando essa causa. Caso você faça um post divulgando o projeto, por favor, cole o link nos comentários. Vamos atualizar esse artigo de acordo com os apoiadores que forem surgindo.

Assim que algumas coisas boas funcionam: pensando e executando em fazer algo foda. Ideias boas não devem morrer. Principalmente aquelas que focam no orgulho do próximo.

Vai por mim. Sentir-se bem com o que faz e transmitir isso para um grupo é caráter fundamental de qualquer líder. E essencial para iniciar um exército.


publicado em 28 de Junho de 2012, 11:55
File

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura