O comportamento ansioso pode estar minando sua satisfação profissional

É difícil trabalhar com a mente no agora, mas o resultados podem ser melhores quando o fazemos

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x50 jpg

“Quando você está guardando a louça, elaborando uma estratégia de negócios ou planejando uma viagem, o que é mais importante? O 'fazer' ou o 'resultado que você quer alcançar através daquilo'? Você trata o AGORA como um momento a ser superado? Você sente que o momento futuro é mais importante? A maioria das pessoas vive assim. Já que o futuro nunca chega (exceto como um momento presente), essa é uma forma disfuncional de viver, pois gera uma constante inquietação, tensão e descontentamento."

Eckhart Tolle, do audiobook, 'Stillness speaks'."

Lembro que eu fazia meus projetos de trabalho alimentando esperanças gigantescas. Ficava aflita e angustiada esperando um bom resultado. Na minha mente ansiosa, todo e qualquer rascunho de ideia já nascia com a expectativa de “tem que dar certo”. Era um processo sofrido que se repetia.

Mas parece que isso não acontece só comigo. Segundo uma pesquisa da Weigel Coaching, integrante da ICF (comunidade de coaching reconhecida globalmente), a ansiedade é a principal dificuldade enfrentada no ambiente de trabalho atual.

Para o levantamento, os participantes tiveram que apontar seu nível de ansiedade em uma escala de zero a dez. Quase 10% escolheram os níveis nove e dez, considerados próximo do colapso. Cerca de 45% disseram estar altamente ansiosos no trabalho, enquanto 35% apresentaram um nível de ansiedade considerado médio. Apenas 10% registraram um índice razoável, que não compromete a saúde mental nem a capacidade de trabalho.

Por que é tão difícil trabalhar com a mente tranquila e concentrada no presente? Afinal, tecnicamente, deixar fluir é muito mais fácil do que criar expectativas.

Calma, cara

Controle é a resposta. O ansioso tende a tomar todas as providências pensando no amanhã. Sempre antecipando, planejando, adiantando. Tudo para garantir um certo resultado e evitar problemas. Para o ansioso, “largar e não pensar a respeito” soa irresponsável. “Deixar fluir” parece preguiça. É incômoda a sensação de “fazer nada” quando parece que o certo é “fazer tudo”, “correr atrás”, “se matar de trabalhar”.

Esse perfil é especialmente comum no Brasil. Uma pesquisa da Robert Half, maior empresa de recrutamento especializado do mundo, apontou que os profissionais brasileiros são os mais estressados. Cerca de 42% dos entrevistados afirmaram ser muito comum ter funcionários enfrentando estresse e ansiedade em suas organizações, enquanto a média mundial ficou em 11%.

Com a mente ansiosa e apegada ao futuro, não experimentamos a sensação de realização profissional. O desânimo e a insatisfação vão aumentando cada vez mais e o trabalho pode passar a ser uma atividade angustiante e sofrida. Se para os funcionários o nível de ansiedade é grande, para os empreendedores a situação pode ser ainda pior, uma vez que donos de empresa têm responsabilidade integral por todo o negócio.

Pensando nisso, busquei entrevistas de empreendedores brasileiros realizados com a profissão. E, conforme esperado, notei um perfil psicológico bem diferente. Seus negócios de sucesso não nasceram de uma expectativa. Muitos deles simplesmente colocaram em prática uma ideia que tiveram e fizeram o seu melhor, no tempo presente, executando a tarefa com boa vontade e extraindo satisfação do próprio processo, sem esperar nada dele. Dessa forma, obtiveram resultados muito melhores.

Como sair da roda-viva e trabalhar em outras frequências? Meditar pode ajudar

Um dos caminhos eficientes para conseguir um estado mental saudável pode ser a meditação.

Um estudo conduzido pelo MIT e Harvard revelou que profissionais praticantes aumentam a capacidade de controlar um tipo de onda cerebral ativada por informações que geram distração. Ou seja, a meditação desenvolve maior foco e atenção no momento presente.

Outro estudo da Wharton School/INSEAD mostrou que 15 minutos diários de prática podem acalmar os pensamentos torrenciais que contribuem para a dispersão e o estresse no ambiente de trabalho. A pesquisa revelou ainda que meditar estimula o pensamento racional, ajudando os profissionais a tomar decisões mais acertadas.

“Quando você volta sua atenção para o AGORA, um estado de alerta nasce. É como se você despertasse de um sonho. O sonho do pensamento, passado e futuro. Há uma clareza e simplicidade. E não há espaço para criar problemas. Há apenas este momento tal como ele é. Quando você entra no agora, sai da sua mente. O fluxo incessante de pensamentos diminui e eles não absorvem mais toda a sua atenção. Lacunas começam a aparecer entre os seus pensamentos. Vastidão, quietude. E você começa a perceber que é muito mais grandioso e profundo que a sua mente”.

Eckhart Tolle, do audiobook, 'Stillness speaks'."

Pra ler sobre trabalho, produtividade e meditação

Como o stress pode acabar com você, passo-a-passo

Será que perdemos algo quando usamos a meditação como ferramenta de produtividade?

Para começar a meditar


publicado em 29 de Novembro de 2015, 00:05
Cepc2e2bfoqw2fdule c6ojoedsq9kvebtqllk85iw8

Leda Nishijima

Publicitária, redatora e roteirista. Fã de conversas interessantes, descontraídas e divertidas. Pode ser encontrada no Medium.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: