As engrenagens do motor

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

O princípio de funcionamento de um motor a combustão tradicional é relativamente simples. Comprime-se ar e combustível extremamente volátil em um cilindro, também chamado de câmara de combustão.

Quando a pressão sobre a mistura é muito grande, o processo desencadeia uma explosão que empurra um pistão para cima. O pistão é preso a uma biela que é ligada a um virabrequim. O sobe e desce dos pistões ora puxa, ora empurra os dentes do virabrequim mantendo-o constantemente em movimento.

Cada componente do motor possui uma função e propósito específico. Sozinhos, são apenas uma peça em cima da bancada. Juntos, interagindo com precisão, são todos mecanismos necessários para que o sistema funcione. Um motor é portanto um grande sistema com suas muitas engrenagens que trabalham incansavelmente unidas para manter algo funcionando.

O PapodeHomem funciona exatamente da mesma maneira.

De um sonho desacreditado surgiu esse projeto que visava criar um veículo de comunicação em que nossa equipe pudesse compartilhar experiências de vida com nossos amigos, com você e, por que não, com nós mesmos. Ao longo dessa caminhada nos divertimos bastante, experimentamos bastante, vivemos bastante, mas principalmente, trabalhamos muito.

As engrenagens de nosso motor nunca param

Por trás do artigo de cada dia que com muito cuidado e dedicação publicamos para vocês, existe uma equipe inteira que não descansa. Antes que esse artigo fosse ao ar, estávamos nos articulando, discutindo, aprimorando, editando e tentando trazê-lo a você da melhor forma possível. O PdH não é um simples blog, é sim uma revista revista eletrônica em um novo formato. Por mais que sejamos todos desapegados a regras, ao comum, a convenções, existe muita organização por trás do que você vê aqui.

Cada um de nossos colaboradores parou tudo o que estava fazendo, deixou compromissos de lado, para lhes trazer um pouco de informação inteligente na Web. Nossas meninas do Ladies Room rebolaram para encontrar o dificílimo tom de agradar gregas e troianos, aqui em Tróia. O que seria do nosso agora gigantesco fórum senão um desajeitado Tiranossauro Rex sem nossos moderadores? Nosso Dr. Cook teve de errar muitas receitas antes de nos dedicar um pouco de sua atenção. O Dr. Money não acordou em uma manhã de sábado e, subitamente, decidiu nos ensinar a poupar e investir. Ele enfrentou a selva aí fora e venceu para então compartilhar conosco suas descobertas.

Não tenho muito o que falar do Gustavo Gitti. Preferiria que vocês entrassem na Cabana e vissem o trabalho que fez por lá. Aquilo fala por si só, dispensa referências. Vocês fazem idéia de quanto tempo um médico trabalha no Brasil? Já pensaram no tamanho do esforço empreendido pelo nosso superprodutivo-multicolunista-especialista-em-esportes-cervejas-rock-e-nem-tanto-em-futebol Dr. Health para encontrar o balanço entre trabalho, vida pessoal e o PdH?

Nossos editores de conteúdo, em todo o Brasil, não estavam sentados pensando em vomitar palavras sem sentido quando vieram aqui contribuir. Eu posso garantir que cada um deles viu, fez, viveu algo monumental antes de refletir à respeito e decidir compartilhar suas experiências conosco. Só não me pergunte como o Pablo aprendeu o que sabe sobre mulheres.

"O todo é maior que a soma de suas partes"
"O todo é maior que a soma de suas partes"

Diante do nosso completamente variado público de leitores e amigos, nem sempre podemos conquistar sua simpatia. A razão é simples, você é inteligente e possui opinião. Da mesma forma, jamais tivemos interesse em impor ideias ou influenciar suas crenças, nunca seríamos capazes de tanto. Por outro lado, é nossa missão sim explorar os meandros do sistema e apresentar a você uma perspectiva completamente diferente em relação ao que se encontra aí fora. Cabe a você que está conosco todos os dias subir a bordo, adquirir suas próprias experiências e formar sozinho uma opinião inteligente de acordo com suas convicções. Por isso, somos gratos ao perceber que a maioria absoluta dos leitores que por vezes não concordam com nossas visões, ainda a respeitam.

A quantidade de visitantes diários que recebemos nos faria ser expulsos de qualquer serviço gratuito de hospedagem. É tanta gente, que poucos servidores profissionais seriam capazes de gerenciar tamanho tráfego. Nosso servidor dedicado que lhes permite estar aqui todos os dias não é de graça, tampouco barato. O serviço que mantém o PdH no ar é extremamente profissional e competente. Entretanto, embora totalmente necessário, não seria tangível se não tivéssemos trabalhado com diversos anunciantes e patrocinadores. Em nenhum momento permitimos que nossas parcerias influenciassem a qualidade de nosso conteúdo. Pelo contrário, foram essas empresas que nos deram meios de levar a vocês algo que não há em nenhum outro lugar. O PdH cresce a cada dia. Consequentemente, chegará o momento em que nossos colaboradores serão merecidamente recompensados pelo grande trabalho que exercem ao manter as engrenagens de nosso motor em operação.

Amanhã, um belo artigo vai ao ar. Sua publicação não é resultado apenas da dedicação do autor mas também do Felipe, que nos bastidores cuida de nossos negócios. É resultado do trabalho do Gustavo Fune, nosso incansável Gerente de Operações, que mantém tudo em ordem, que executa as ideias e mudanças, que organiza semanalmente a pauta, que publica os artigos, que enche a caixa da equipe de emails, que não dorme. Talvez do Guilherme, o único com energia para acompanhar o Gus. Nosso criador chefe me jura que se diverte muito e aproveita a vida como ninguém. Isso me causa certa confusão pois não sei se ele faz isso ao sair do trabalho quando corre para conferir se o PdH está nos trilhos, ou nos feriados e finais de semana quando se envolve com a pauta, talvez de madrugada quando trabalha rotineiramente para tornar esse espaço ainda melhor.

Hoje, venho aqui como leitor, o combustível que alimenta nossa engrenagem. Agradeço a todos que nos bastidores do PdH que tornam tudo isso aqui uma realidade.


publicado em 15 de Fevereiro de 2009, 21:01
3861595431ec39c257aee5228db3092a?s=130

Rodrigo Almeida

Engenheiro, apaixonado pela vida e por qualquer coisa com um motor potente, nostálgico entusiasta de muitas daquelas boas coisas que já não mais se fazem como antigamente.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: