A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

As melhores e as piores profissões do ano

A época exata era 16/04/2012. Pouco mais de um ano atrás eu escrevia sobre a dureza de ser um lenhador, de trabalhar arduamente nos confins do Oregon.

E, em meio a festas e cantorias, o Wall Street Journal fez o favor de melar todo o nosso contentamento com um gigantesco balde de água dentro das nossas jarras de chopp caseiro, tão gostoso que até estávamos vendendo para um tradicional bar em São Paulo.
O jornaleco americano divulgou um ranking de 200 empregos nos Estados Unidos, do melhor para o pior. Para a pesquisa, levaram em conta a dificuldade física para o trabalho, o nível de stress, condições de trabalho e nível de empregabilidade. Coisa de menininha que gosta de trabalho fácil.
Dos 200 empregos listados, encabeça como o “melhor emprego” o cara que trabalha como engenheiro de software. Nerds.

Depois de alguns solstícios e outros alguns equinócios, cá estamos, de novo, com uma lista das melhores e piores profissões, agora atualizados no ano de mil novecentos e dois mil e treze de nosso senhor.

"Papai! Eu não quero ser mais jornalista ou repórter. Eu quero ser um lenhador!"
"Papai! Eu não quero ser mais jornalista ou repórter. Eu quero ser um lenhador!"

De lá pra cá, alguns detratores quiseram fazer cair por terra a minha aproximação com os lenhadores de verdade.

Pela ultima vez, Jader, você não é um maldito lenhador!
-- Guilherme Rocha

Tens toda razão, caro comentarista. Eu não sou um lenhador, nunca tive um machado como ferramenta e não faço a mais vaga ideia da mecânica de se cortar uma árvore. Quem dera eu soubesse.

Digo isso porque, nesse ano, 2013, uma pesquisa divulgada nesta terça-feira (23) pelo CareerCast.com, um site especializado em empregos, nos Estados Unidos, listou as melhores e piores profissões. A carreira de lenhador subiu de última colocação (200), pra penúltima. Em seu lugar, entrou figurando na derradeira colocação e, consequentemente, coroada como a pior profissão para se seguir, a função de jornalista (na verdade, de repórter).

Se um lenhador eu fosse, estaria agora comemorando essa tímida ascensão, mas com toda a esperança de me ver galgando, mais e mais, rumo ao topo. Quem sabe um dia...

Mas não. Me vejo caindo pro fundo do poço, saindo da honesta posição de número 196 para o ponto mais escuro da lista. Não dá nem pra saber, ainda, se há uma pá pra começar a cavar e ir mais fundo.

Por hora, ainda abraçando o apego pela comunicação, mostro pra vocês as 50 melhores e as 50 piores profissões pra se seguir. Espero que vocês, amigos leitores, estejam em melhores lugares que eu, um pobre jornalista, ou eles, os lenhadores.

"Vai lá ser jornalista" eles disseram. "É uma profissão muito importante e honrada" eles disseram
"Vai lá ser jornalista" eles disseram. "É uma profissão muito importante e honrada" eles disseram

As 50 melhores

1 Atuário

2 Engenheiro biomédico

3 Engenheiro de software

4 Fonoaudiólogo

5 Consultor financeiro

6 Higienista dental

7 Terapeuta ocupacional

8 Optometrista

9 Fisioterapeuta

10 Analistas de sistemas da computação

11 Quiroprático

12 Fonoaudiólogo

13 Fisiologista

14 Professor universitário

15 Médico veterinário

16 Nutricionista

17 Farmacêutico

18 Matemático

19 Sociólogo

20 Estatístico

21 Físico

22 Oculista

23 Podólogo

24 Desenvolvedor de web

25 Historiador

26 Engenheiro ambiental

27 Oficial de liberdade condicional

28 Engenheiro de petróleo

29 Meteorologista

30 Geólogo

31 Gerente de recursos humanos

32 Engenheiro civil

33 Ortodontista

34 Terapeuta respiratório

35 Técnico de registros médicos

36 Astrônomo

37 Psiquiatra

38 Programador de computador

39 Gerente de mídias sociais

40 Analista de pesquisa de mercado

41 Assistente Paralegal

42 Dentista

43 Dermatologista

44 Reparador de máquina industrial

45 Médico (Clínico geral)

46 Logístico

47 Contador

48 Consultor de gestão

49 Assistente social

50 Médico assistente

As 50 piores

151 Reparador de equipamentos elétricos

152 Agente imobiliário

153 Faxineiro

154 Técnico de Engenharia

155 Executivo sênior

156 Escritor

157 Motorista de ônibus

158 Serralheiro

159 Gerente de hotel

160 Lixeiro

161 Engenheiro de operações

162 Caixa de banco

163 Marinheiro

164 Instalador de carpetes

165 Recebedor de mercadorias

166 Policial

167 Bombeiro

168 Editor de jornais e revistas

169 Caixa

170 Controlador de tráfego aéreo

171 Operário da construção civil

172 Fotógrafo

173 Costureira / Alfaiate

174 Pintor

175 Trabalhador da indústria automotiva

176 Trabalhador de precisão

177 Comprador

178 Estoquista

179 DJ

180 Militar

181 Doméstica

182 Designer de Moda

183 Açougueiro

184 Radialista

185 Garçom / Garçonete

186 Preparador de imposto

187 Lavador de pratos

188 Fotojornalista

189 Agente penitenciário

190 Agricultor

191 Comissário de vôo

192 Carpinteiro

193 Carteiro

194 Leitor de água e luz

195 Leiteiro

196 Trabalhador de refinaria de petróleo

197 Ator

198 Soldado

199 Lenhador

200 Repórter (Jornal)

O levantamento teve base em cinco critérios: demandas físicas, ambiente de trabalho, renda, estresse e perspectivas de contratação. Para compilar sua lista, a empresa usou principalmente dados do Centro de Estatísticas do Trabalho e de outras agências do governo norte-americano.
Fonte (da lista e da última citação): G1

Boa sorte a todos. Que os seres nos protejam.


publicado em 24 de Abril de 2013, 07:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura