As quatro intersecções de vida em nós | Melhores comentários da semana

Arte, sexo, filhos e política

Já expliquei como funciona o nosso jeitinho de escolher os melhores comentários da semana por aqui. Não há um tema macro por trás das seleções, não temos um agenda pra escolher comentários.

De toda forma, de um jeito ou de outro, eles acabam formando um mosaico que conversa e tem como pano de fundo uma grande questão comum. Em algumas semanas a conversa gira em torno das nossas emoções, sentimentos que não conseguimos sair falando por aí, mas nos acometem vez em quando. Outras vezes nos colocamos a refletir sobre as coisas que nos cercam, produzem parte de quem somos, o exterior a nós mesmos.

Dessa vez a foi mistureba. Curiosamente, falamos muito de quatro coisas que pulsam a vida em nós: sexo, arte, política e filhos. São quatro facetas do existir que representam a perfeita intersecção do que vem de dentro e se molda fora.

Vem ver.

Em Ter um filho com uma síndrome rara não é pra qualquer um, por Gustavo Mini

Em Qual a importância de se interessar por política?, por Bruno Blume

Edinei puxou a conversa com o comentário mais votado do texto, Felipe e Rodrigo encaminharam a discussão e o ouro vem no comentário do Pedro, que levanta outros tantos pontos importantes. Sugiro clicar e ler a thread inteira para que as coisas façam sentido

Em A obsessão pelo sexo bonito, por Gabriella Feola

Em Pare de falar que não entende nada de arte, por Edgar Ramos

 


publicado em 29 de Julho de 2016, 14:21
10710799 10152759290008996 1807417555040828999 n

Marcela Campos

Tão encantada com as possibilidades da vida que tem um pézinho aqui e outro acolá – estuda Jornalismo na Universidade de São Paulo, mas também cursa Saúde Reprodutiva Holística no Justisse College. Compõe a equipe de conteúdo do PapodeHomem, modera uma comunidade de quase dez mil mulheres e não tem preguiça de bater um papo bom.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura