A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

As versões para Twitter dos grandes clássicos da literatura

Garimpando em grandes livrarias, acabamos encontrando verdadeiros tesouros perdidos entre as centenas de lançamentos que não valem nem a árvore que derrubaram para fazer o papel. Desta vez fiquei absolutamente apaixonado por“Twitterature – The World’s Greatest Books Retold Throught Twitter”, com versões para Twitter de grandes clássicos da literatura.

Usando toneladas de bom humor e uma leitura crítica apurada, Alexander AcimanEmmett Rensin escreveram um dos mais divertidos livros usando o Twitter como base. Esses verdadeiros malucos transformaram 60 clássicos literários em tweets usando a linguagem da internet, sem perder a essência da obra.

Dentre as várias versões, algumas frases são verdadeiras obras primas e por si só valem a aquisição deste pequeno livreto.“Édipo Rei” de Sófocles tem um dos melhores tweets:

“FESTA EM TEBAS!!! Ninguém tá nem aí praquele rei velhaco que matei, e mais, aquela mulher tá na minha. Baita MILF.”

As referências também são muito bem sacadas como comparar "Madame Bovary" com "Desperate Housewives" e encontrar semelhanças entre o sistema Torrent e a busca por partes de corpos para o monstro de Frankenstein. A narrativa realmente é feita para as novas gerações, que estão mais acostumadas com "Matrix" e abreviações da web do que com mitologia grega e inglês arcaico.

De todas essas inspiradas versões, destaco a comédia “Lisístrata” do grego clássico Aristófanes“O Capote” do russo Gogól, que me fizeram chorar de rir. Engraçado que a maioria destas versões te deixa com água na boca para ler ou reler estes grandes clássicos.

Ser ou não ser? LOL | Crédito imagem: Fí! , http://falafi.blogspot.com/

Porém, a mais curta das versões é provavelmente a mais verdadeira e bem bolada. Em “On the Road”, os autores resumem a obra máxima da geração beat em apenas um tweet:

“Para a versão ‘Twitterature’ de ‘On the Road’ de Jack Kerouac, leia ‘On the Road’ de Jack Kerouac.”

No Brasil, o lançamento mais interessante gerado a partir do Twitter foi “Na Kombi” da Editora Barba Negra em parceria com Editora Leya. Trata-se de uma coletânea das melhores frases do perfil @na_kombi. A mente por trás do projeto é o roteirista e redator Ulisses Mattos, também conhecido, pelos leitores do falecido site Cocadaboa, como Odysseu Kapim.

Outra obra com tema semelhante é “90 Livros Clássicos para Apressadinhos” (Ediouro) do roteirista Thomas Wengelewski e do desenhista Henrik Lange. A proposta é adaptar os clássicos para a linguagem dos quadrinhos.

Para quem gosta de leituras divertidas e descompromissadas, recomendo “Twitterature” pela sagacidade contemporânea. Já para os que preferem se enfiar por meses em grandes clássicos da literatura, recomendo “Twitterature” como uma espécie de tira gosto que realça o sabor do prato principal.

 


publicado em 12 de Abril de 2011, 09:48
34248f1a3b00d4b22532491a9efa8a31?s=130

Raphael Fernandes

Formado em história na USP, decidiu jogar seu diploma fora trabalhando como editor da revista MAD. Atualmente, também é analista de mídias sociais, roteirista e redator. Perde mais tempo lendo e escrevendo do que contando dinheiro. Twitter: @raphafernandes. Blog: www.contraversao.com.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura