A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Gatos peludos, violão, ukulele e Bárbara Eugênia | PdH Sessions #7

Um bom dia de sol sempre traz gratas surpresas. A gente em geral vai dar uma volta, leva o cachorro pra passear no parque, enfim, aproveita – especialmente se você está em São Paulo – aquele ânimo que surge para sair de casa. Naquele dia nós iríamos entrar em uma casa, não sair dela.

Neste PdH Sessions, o clima intimista das sessões ficaram ainda mais evidentes, graças ao convite para gravarmos na casa da Bárbara Eugênia, em meio aos gatos felpudos que por ali perambulavam e ouvindo os carros que passavam na avenida Pompeia. A tarde foi de violão, ukulele, aconchego e boas conversas.

Link Youtube

A Bárbara Eugênia é uma cantora niteroiense radicada em São Paulo que iniciou sua carreira em 2007, gravando sua primeira canção para a trilha sonora do filme O Cheiro do Ralo. Logo depois, passou a integrar o grupo Les Provocateurs, de Edgard Scandurra, interpretando músicas de Serge Gainsbourg. Em 2010 lançou seu primeiro disco, Journal de Bad, segundo ela própria, com uma pegada mais adolescente, trazendo composições de quando tinha 19/20 anos.

Agora, a história é outra.

Depois de fazer parcerias com artistas como Tom Zé e Scandurra, ela lança seu segundo álbum, chamada "É o que temos", repleto de novas canções, com uma outra pegada, mais madura, mais independente.

Coisa que, de certa forma, não ficou muito evidente nos primeiros momentos, quando ela abre a porta, dando um olá meio tímido e nos cumprimentando de forma bastante formal, quase burocrática. Essa primeira impressão definitivamente não foi a que ficou após uma tarde dentro da sua casa.

barbaraeugenia03

Alguns momentos após a recepção, logo depois da gravação da primeira música – ela  tocou sozinha, diferente do formato habitual dos palcos, onde ela costuma ser acompanhada por uma banda –, já dava para perceber que alguma coisa havia mudado. As conversas meio travosas de quem ainda não sabe em quem confiar de repente tomaram outro tom e, além dos acordes do violão, os primeiros sorrisos e presentes começaram a chegar.

Ela nos deu, além de uma bela performance de Coração, já conhecida do seu segundo disco, uma canção ainda inédita (com direito a cola e tudo) e uma performance de Tonight You Belong to Me – uma música americana, quase folclórica, cuja versão mais gosto é a bomba de fofura da Zooey Deschanel.

A tarde terminou um tanto apressada. Bons papos costumam fazer a gente esquecer do tempo e ela correu para a passagem de som da apresentação que aconteceria naquela noite.

Os gatos da casa, no entanto, seguiam tranquilos.

barbaraeugenia05
Nota do Editor: aceitamos sugestões de novos artistas para o PdH Sessions. Se vocês conhecem algum puta músico ou banda, que está fazendo um som sensacional, podem mandar e-mail com link de vídeo ou música para lucianoribeiro@papodehomem.com.br. Estamos muito curiosos para conhecer e mostrar cada dia mais trabalhos musicais fodas.

Nota do Editor 2: Vamos seguir com a publicação semanal. A partir da próxima semana, um vídeo toda terça.


publicado em 05 de Setembro de 2013, 15:16
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura