Bate-papo com a DJ Aline Rocha

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Ela se define como "DJ, publicitária, fotógrafa, redatora. Baixinha. Autêntica. Invocada. Implicante. Vaidosa. Animada. Pouco tolerante. Vivendo da música e de alegrias".

Hoje, 15 de setembro, é seu aniversário.

Aline Rocha surgiu na cena eletrônica no interior paulista para criar um estilo próprio dentro das vertentes do House. Com 25 anos, se apresenta com frequência por todo o Brasil: Uberlândia (MG), Itumbiara (GO), Vilhena (RO), Cuiabá (MT) e diversas cidades do interior de São Paulo.

O fato de ser uma mulher é motivo de orgulho. Em seus sets, desperta a atenção não só pela beleza, mas pela qualidade do som e pela alegria. Carismática, canta acompanhando as músicas, levanta os braços, dança, motiva e envolve a galera.

dj-aline1i

Jogo rápido com Aline Rocha

Nome completo?

Aline Faleiros Franco da Rocha

Quantos anos?

Faço 25 dia 15 de setembro e aceito presentes, ok? ;-)

Quando começou e aprendeu a tocar?

Na infância, já era muito ligada à música porque meu pai trabalhava em uma rádio. Depois comecei me aproximei mais desse universo quando namorei um DJ. Aprendi há três anos, mas já fiz violão, teclado, violino, sapateado, ballet. Sempre me interessei por todas essas artes.

Você tem outras profissões?

Sou formada em publicidade, mas parei de exercer. Também tenho diplomas de cursos de fotografia e edição de imagens e escrevo crônicas pra uma revista da minha cidade natal, Franca/SP.

Qual a sua maior influência na música?

House predominantemente com vocal, bem gostoso, pra dançar a noite toda e se envolver mesmo! Se fosse pra eleger algum ícone para que vocês pudessem entender melhor o tipo de som, eu escolheria David Guetta. E já deixo até o link da música nova dele que é bacana: "When Love Takes Over".

Em qual o tipo de balada que você costuma participar?

Baladas de música eletrônica, em geral, exceto raves.

Faz uma listagem rapidinha dos eventos em que você já participou.

Carnabeirão em Ribeirão Preto, Navio Universitário, Zoff Club em Indaiatuba, Dolce em Bauru, entre muitas outras. E estrada é longa...

O pior acontecimento quando você estava tocando...

Uma vez eu estava tocando e o DJ que ia entrar depois de mim começou a ligar os equipamentos dele, me atrapalhando, e em seguida ele simplesmente desligou o som. Levantei as mãos e disse: "Não fui eu!". E apontei pra ele, que ficou muito sem graça. Foi bem chato.

E o melhor?

Os melhores são todos aqueles que tudo corre bem, que a galera interage e vibra junto comigo. Alguns públicos marcam mais que outros por esse motivo. Não saberia enumerar um só.

O que é preciso para um trabalho perfeito?

Cada vez que me perguntam isso eu respondo uma coisa diferente porque vou aprendendo a cada dia. É preciso determinação em primeiro lugar, pra ter foco e lutar por aquilo que você acredita. No caminho muita coisa vai te testar e você vai pensar em desistir ou desanimar e aí entra a paciência, fundamental pra quando bate o cansaço e a solidão. Além dessas acredito que carisma e humildade são fatores muito contribuintes para que haja reconhecimento e empatia.

Que equipamentos você utiliza?

Equipamentos Pioneer. CDJ 1000 e mixer DJM 800. Fones: Technics e Pioneer HDJ 2000.

dj-aline4

Você se vê como DJ daqui a 5 anos, vivendo disso?

Quando comecei não tinha pretensão que durasse mais do que 3 meses, e já são 3 anos. Faço meu trabalho com muito amor, tentando passar essa energia pra quem está ali comigo. Se eu conseguir manter isso por mais alguns anos, ficarei muito feliz pois é sinal que meu trabalho está dando certo. É muito dificil prever, mas se acontecer estarei sempre feliz e preparada. Se não acontecer, tenho outras metas e outros projetos de vida, sem dúvida. Até porque daqui 5 anos estarei com 30 anos, e até lá já pretendo ter casado e começado uma família.

Uma música perfeita para tocar.

Difícil escolher uma só, mas gosto de uma versão nova que quase ninguém tem de "Love don't let me go", do David Guetta. E também de "Blue Monday", de Kurd Maveric.

Uma musica perfeita para ouvir?

Gosto de ouvir sons tranquilos quando estou em casa, dou preferência para as musicas nacionais, bandas como Skank, Jota Quest, Capital e até Roupa Nova. Mas ouço de tudo... No momento estou curtindo muito "Fade" (Solu music feat. Kimblee).

O que gosta de fazer quando de férias?

O que se faz nas férias: nada. ;-) Gosto muito de viajar, mas faço isso todo fim de semana. Nas férias o que muda é que eu dou preferência pra lugares onde eu descanse e tenha momentos de lazer com amigos.

Saindo do âmbito profissional, o que gosta de fazer?

Eu gosto de namorar. Mas como estou sem essa opção eu fico feliz demais em sair pra jantar com minhas amigas, cada semana inventamos coisas novas e bem divertidas.

dj-aline3

Como mulher e linda, deve ter rolado interesse de seus fãs e clientes? Como você lida com isso?

Da maneira mais profissional possível. Sou muito simpática mas sou invocada, sei me impor quando a brincadeira não me agrada, quando o elogio passa do limite ou quando a abordagem é desagradável.

Alguma pior cantada como "Você quer ser meu papel de parede?"

Essa foi a pior! hahaha...

Uma situação engraçada que ser DJ trouxe...

Ah, dar autógrafos, ficar recebendo a galera no camarim, essas coisas eu acho muito divertidas porque sempre me rendem situações embaraçosas. Meu primeiro autógrafo foi o mais engraçado, eu achei que a menina estava me zoando e saí andando rindo... Aí ela veio atrás, brava, disse que era sério. Quase tive um infarto de tanto rir... Até escrevi pra ela que aquele era meu primeiro autógrafo. ;-)

Mais Aline Rocha na web:

Twitter | Orkut | MySpace | Set mais recente


publicado em 15 de Setembro de 2009, 17:45
7f1ce31264b68c846e16976669012fd1?s=130

K-Yo Victor

K-Yo Victor é Analista de Segurança da Informação, Professor de Dança, DJ e Produtor de Zouk. Viaja pelo Brasil dando aula de zouk e tocando em eventos de dança.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: