Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Beco sem saída

Pergunta: “Olá! Gosto do sexo anal, mas ultimamente quando faço, percebo fezes no pênis de meu marido.

Acho um tanto constrangedor, por isso quero saber se há algo a fazer para que não aconteça mais.”

-Lúcia

Comer o cu é como dia dos namorados: quanto mais vezes você passa por isso, mais chance tem de topar com um chocolatinho de presente. Só que um bumbum não é uma Kopenhagen, e exceto pelos coprófilos de plantão, é uma surpresa desagradável.

Mas peraí, "surpresa"?

marcelo-mastroianni
Aprenda a manter a postura. Você não é mais um menino.

Existem algumas coisas que todos sabemos, mas preferimos fingir que não sabemos. Como quando o juiz rouba pro seu time. Que você nasceu de uma trepada animal entre seus pais. Que a Megan Fox ocasionalmente sofre de diarréia, e sua namorada também. A mente vê o que quer ver e distorce ou nega o que não quer. Que mulheres cagam. Que seu pai comeu sua mãe, de quatro, o tio Arnaldo é alcoólatra. E, no inconsciente coletivo masculino o ânus feminino só serve para sexo anal.

Só. Nada mais. Todos sabemos que o banheiro feminino só tem privada pra fazer xixi. Certo?

Certo?

Sim.

O cu é uma saída de merda. A obsessão masculina pelo sexo anal, Freud explica. Mas resta o fato que quando Deus criou o reto, ele não tinha em mente que alguém enfiasse uma manjiroba ali. Esse email da Lúcia é um exemplo de fenômeno interessante. Seria como alguém perguntar "Dr. Love,  quero comer mas não quero sujar a língua, tem como?". (não, não estamos falando de beijo grego)

Então, vamos lá. Mulheres que querem dar o bumbum, como evitar aquele cocozinho no fim do túnel? Bem, algumas fazem uma ducha anal. Não recomendo e nem acho que o Dr. Health recomendaria, porque a flora bacterial do intestino, se desequilibrada, pode dar merda.

O homem escolado, que já jantou nesse bufe algumas vezes, já deve ter lidado com o ocasional revés. E o homem escolado sabe muito bem o que fazer: tira a camisinha na hora e joga fora. Comeu sem camisinha? Corre na pia, lava e volta como se nada tivesse acontecido.

Homens, se topar com merda no pau, como diria o genial Seymour Butts (o Martin Scorcese da pornografia), cale a boca, vai lavar, e finja que não aconteceu.

Ah... numa nota. Mulheres, quando estamos fazendo amor de quatro, os corpos se batem, empurrando ar para cima. Saibam que, se houver qualquer, repito, qualquer resquício de qualquer coisa ali, o cheiro vai bater no nariz do cara, de novo, de novo e de novo.

E de novo.

E de novo...

Higiene, crianças.

Dr. Love

Espalhando o sexo anal pelo mundo... com muita paciência.


publicado em 15 de Fevereiro de 2009, 12:05
92e8d9697a8dd2faf3d0bc4f9d3a08fc?s=130

Dr. Love

Consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura