Bom dia, meninas do Calligraphy on Girls

(…) Foi quando apareceu aquela que se deitou em minha cama e me ensinou a escrever de trás para diante. Zelosa de meus escritos, só ela os sabia ler, mirando-se no espelho, e de noite apagava o que de dia fora escrito, para que eu jamais cessasse de escrever meu livro nela.
- Trecho do livro Budapeste

Esse trecho do livro do Chico foi a primeira coisa que veio na minha cabeça ao conhecer o projeto Calligraphy on Girls do Russo Pokras Lampas, artista que começou com trabalhos na Street Art e no Graffiti, e hoje leva a sua arte para a caligrafia e fotografia de forma sensual.



O que mais me chama atenção nesse projeto é que, mesmo ele se utilizando de belas meninas como modelos, no final elas são só um suporte, como uma tela. Poderiam facilmente ser homens, animais ou talvez até uma estátua. 

A nudez e o sensual aqui só entra como complemento, ferramentas do lindo trabalho caligráfico e artístico. O que importam mais são as curvas e os desenhos do corpo do que o indivíduo em si.

Um dia faço um trabalho nessa linha.



















Boa semana a todos.


publicado em 22 de Dezembro de 2014, 09:00
File

Felipe Franco

Felipe Franco é paulista da gema, designer, ilustrador e arteiro nas horas vagas. Viciado em chocolate e feliz bebendo mocaccino.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura