A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Bom dia, SuicideGirls

Com uma vibrante comunidade de sexo positivo des mulheres (e homens), SuicideGirls foi fundada na crença de que a personalidade, criatividade e inteligência não são incompatíveis com entretenimento, sexy e atraente. E milhões de pessoas concordam. O site mistura a esperteza, entusiasmo e atitude DIY* da melhor música e sites de cultura alternativa sem remorso, de base, para abordar a sexualidade.
Da mesma maneira que a Revista Playboy se tornou um farol e guia para o balanço dos anos 1960, SuicideGirls está na vanguarda de uma geração de jovens mulheres e homens cujos ideais sobre sexualidade não estão em conformidade com o que a mídia tradicional está relatando.
Embora começou como uma operação de duas pessoas em um loft no centro de Portland, OR em 2001, em apenas cinco anos SuicideGirls aumentou sua audiência para mais de 5 milhões de visitantes únicos por mês. Com centenas de milhares de assinantes, mais de mil modelos, um livro bem sucedido, DVDs nas lojas e uma nova linha de roupas, não há como dizer o que diabólico plano de SG próximo chegar a separá-lo de seu dinheiro arduamente ganho.
*DIY: silga para do it yourself, que, em português, é o famoso "faça você mesmo".

Pessoal, eis as meninas do SuicideGirls. Meninas, eis os leitores do PapodeHomem.

Link Vimeo

Nessa semana, as meninas do SuicideGirls botaram vídeos novos no ar. Queremos saber o que vocês acham do estilo e da ambientação toda proposta por elas.

Link Vimeo

Link Vimeo

Link Vimeo

Nos falamos lá embaixo, nos comentários.

Boa semana a todos.


publicado em 11 de Março de 2013, 07:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura