Cabelo, sobrancelha e pêlos do nariz

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Você certamente conhece um desses. É o tradicional macho jurubeba, como nos explica Xico Sá. Orgulhoso de ostentar um visual primata, com tufos desgrenhados emergindo de sua cabeça, sobrancelha e nariz. Sim, de todos os três locais.

Eu conheço um. Melhor, conhecia.

Esse é um relato sobre o extermínio do último jurubeba da família Nascimento Manetta, meu primo Adriano. A intervenção capilar e de estilo (ele só usava camisetas de bandas, pretas) aconteceu há pouco menos de um mês atrás. Recebi o mancebo e sua prima Bruna em casa por uns dias, por conta do Lollapalooza Brasil.

Aqui chegando, lancei um convite amigável:

Adriano, estou indo cortar o cabelo no lugar mais RocknRoll de Sampa, a Barbearia 9 de Julho. Você vem comigo.

A Bruna apoiou, Adriano resmungou alguma coisa. Demos uma breja pra ele se distrair e diminuir a resistência para entrar no carro. Aham, basicamente como se faz com uma mulher.

Falando nisso, segue uma opinião feminina, da Veronica Gunther, sobre pelos e homens:

Mantê-los em ordem é obrigação.
Cabelo: por razões estéticas, um homem com um bom corte de cabelo em dia passa uma imagem muito positiva. Algo que envolve maturidade, respeito e liderança.
Barba e bigode: independente do estilo, mantê-los em ordem está entre a estética e a higiene. Além dos cuidados diários, visite uma vez por mês um barbeiro, principalmente se você cultivar uma barba. Ele irá aparar como você jamais conseguirá e manterá a ordem inclusive nos pelos do pescoço, caso você tenha. E se o pescoço for muito peludo e o aparo lhe causar irritação, considere fazer depilação a laser. Seus problemas deixarão de existir.
Sobrancelha: é normal encontrar homens que se recusam a tirar “aquele meinho” entre uma sobrancelha e outra. Tirar esses pelos não deixará você menos másculo. O máximo que vai acontecer é que seu rosto ficará mais limpo e atrativo. Acredite e faça.
Nariz e orelha: imperdoável cultivar esses pelos. Por favor, corte-os bem curtinho e, assim como o pescoço, se forem muitos, parta para o laser. Cultivá-los é como erguer uma bandeira de “mantenha-se longe” na vida social.

Ok, importância da tarefa esclarecida. O desenrolar da pequena saga é melhor explicado visualmente.

O antes...

Em modo psicopata ativo, um dos poucos registros disponíveis

Etapa 1: tchau, crina rock'n'roll oleosa

Link YouTube

Notem a chinelagem daquele que vos fala, bermuda praia com camiseta xadrez

Etapa 2: it's raining men

Link YouTube

Etapa 3: a fronteira fin... err... nasal

Adriano demonstrando prazer com a limpeza nasal

O resultado:

Taí, correm boatos de que o assédio no Lollapalooza foi significativo

Essa foi minha boa ação de abril. E vocês, já realizaram intervenção similar com algum amigo?


publicado em 03 de Maio de 2012, 21:02
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: