Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Café pendente: um pequeno gesto de generosidade

A ideia é bem simples: imaginemos, por exemplo, que um casal de namorados entra na cafeteria depois de um dia exaustivo de trabalho ou depois de uma sessão de cinema. Cada um pede um cafezinho simples e ainda deixam pago um terceiro café, que não é consumido, mas é devidamente contabilizado pela loja.

Esse café pago e não tomado é chamado de “café pendente”. Ele fica disponível para que outras pessoas o consumam sem pagar nada. Alguém que, digamos, possa estar passando por dificuldades financeiras, desempregado ou em alguma outra situação ruim que não lhe deixe nem alguns trocados para um simples cafezinho.

Esse alguém tão fodido agora tem, ao menos, um pequeno bálsamo para a alma e um momento de alívio no meio de uma fase difícil. Pode ser que seja apenas uma pessoa se aproveitando de café grátis, mas também pode ser alguém em necessidade que ele até tenha a fé na humanidade momentaneamente restaurada diante de tão singelo gesto de generosidade.

Um pra você e outro pra alguém que vier depois

Hoje na timeline do Facebook uma amiga minha compartilhou esta história. Bonitinhas e boa demais para ser verdade.

Desconfiado de que fosse algum tipo de hoax ou mais alguma besteira que circula nas redes sociais, resolvi googlear sobre o assunto. Tem até meme do negócio, com a foto do velhinho tomando café – embora ainda não tenha nada disso no Know your Meme

Só que o meme é tão bom, mas tão bom, que já estão fazendo esse tipo de coisa na vida real.

Alguns blogs brasileiros, como o Catraca Livre e Razões para Acreditar já falaram sobre esta prática e citam, inclusive, estabelecimentos brasileiros, como o Ekoa, que praticam o “café pendente”, com direito a deixar alguma mensagem para quem for tomar o pendente. Se era hoax, não é mais.

Além do gesto de generosidade pura e simples para com desconhecidos, é um puta case de marketing de relacionamento a custo zero para a cafeteria, que fica bem na fita sem gastar um centavo sequer.

Em tempos de recessão econômica mundial é bonito ver que cada um consegue praticar um pouco de generosidade com um simples café.


publicado em 05 de Abril de 2013, 12:20
2b14c45792f8cd34c33df4d9e7ca49fe?s=130

Rafa Monteiro

Músico, nerd, gamer. Tem 29 anos, mas ainda não aprendeu a mentir. Conta piadas hediondas de efeito moral. Seu projeto de vida é tirar um ano sabático para viajar pelo mundo, palestrar no TED e zerar sua Fender Strato no hard. Tem um blog sobre guitarrismos com tiragem devezemquandenal. No twitter: @_rafa_monteiro_


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura