A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Caricatura foda de Ken Wilber

Há alguns dias, publicamos um artigo apresentando Ken Wilber. Na sequência, Felipe Cherubin completou com a primeira entrevista dele no Brasil.

Primeiro, preciso salientar que foi um grande privilégio ter o Cherubin logo em sua estréia aqui no PdH compartilhando conosco conhecimento sobre a trajetória de Wilber. Não me faço de culto, sou um dentre a grande maioria de leitores que nunca sequer havia ouvido falar no modelo integral. Devorei os textos.

Ambos foram muito bem recebidos, disseminados e comentados por vocês. Uma feliz surpresa.

No entanto, a cereja do bolo veio ontem. Eis que recebo inusitado um email do Felipe Cherubin:

Um amigo meu gostou tanto da matéria que fez uma caricatura do Wilber , ficou um barato. Na hora que recebi  perguntei para ele, de supetão , se poderia passar para vocês e ele topou.
O nome dele é Cido Gonçalves e ele é um caricaturista prestiado na grande mídia.
Se tiver interesse o Cido só me pediu que dessem os créditos da autoria acima em negrito e ,de resto, ele fez por paixão.
Um grande abraço,
Felipe Cherubin

Puta presente. Nesses momentos me lembro do quão do caralho é trabalhar com paixão, como fazemos por aqui. Isso move outras pessoas, da melhor maneira possível.

Sem mais delongas, a caricatura.

Freud? Buda? Conheça Wilber.
Crédito: Cido Gonçalves, caricaturista, ilustrador e infografista. Iniciou a carreira no jornal Folha de S. Paulo no inicio da década dos anos 90, passando depois pelas redações do jornal O Estado de S. Paulo e revista Veja.

Blog do Cido: ciddogonn.blog.uol.com.br

--

E agora, é sua obrigação ler os dois artigo abaixo:


publicado em 02 de Setembro de 2010, 09:22
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura