Leia mais de 20 textos sobre masculinidades no canal de Natura Homem no PdH.

Carros, Lama e Pixels: pisando fundo com o WRC 6

Testamos o novo jogo do Campeonato Mundial de Rally da FIA para PS4

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x50 jpg

Apesar de possuir uma boa tradição no automobilismo, aqui no Brasil não temos o costume de acompanhar competições de rally. Essa cultura acaba se transferindo também para nosso interesse em jogos. Ao longo da vida joguei muitos jogos de Fórmula 1, a fantástica série Gran Turismo e os tradicionais jogos cheios de super carros, mas poucas vezes fugia dessa linha.

Minha relação com jogos de rally pode ser definida por Sega Rally Championship, em tempos de Sega Saturn, e o icônico Dirt Rally da Codemasters.

Mas o WRC 6 é diferente, o game tem a difícil responsabilidade de ser o título oficial do Campeonato Mundial de Rally da FIA.

Link Youtube

Antes de qualquer coisa, queria agradecer à Sony que nos enviou o game e ao PapodeHomem, que me deu a missão de testar.

Logo de início já notei que o jogo se leva bem a sério, o objetivo é fazer a experiência de pilotar um carro por estradas de terra, pistas congeladas e terrenos lamacentos ser a mais próxima do real.

O jogo não é fácil. Para quem não está acostumado com jogos de rally, é necessário reduzir um pouco a dificuldade, que por padrão já vem no nível hard. A dinâmica é bem diferente dos jogos de corrida em pista, no WRC acelerar é importante, mas usar os freios com inteligência é o que determinará uma boa posição.  

O ponto alto do WRC 6 é a imersão. Assim que a corrida começa, é impossível desgrudar os olhos da tela. A sensação de velocidade é incrível e, para os que gostam de jogar com a câmera em primeira pessoa, é possível sentir uma forte ansiedade em meio a tanto movimento.

O tamanho das pistas é outro elemento que me atrai bastante. Não são longas o suficiente para deixar a partida entediante, mas não tão rápidas a ponto de serem triviais. É nítido o espírito de desafio para completar cada percurso.

As pistas são difíceis e com trajetos que exigem bastante perícia, mas a excelente jogabilidade faz com que toda essa dificuldade não seja frustrante, deixando apenas a vontade de continuar melhorando.

No que diz respeito aos gráficos, os carros estão muito bonitos, mas o cenário poderia ser muito melhor. O jogo não chega a ser feio, é até bem razoável, mas como o foco me pareceu ser o realismo, achei que as texturas poderiam ter sido mais trabalhadas.

Esperava mais do som, pensava que ia sentir os motores vibrando no headset, mas fiquei apenas com a expectativa não alcançada. Um pouco mais de grave e detalhes de ambiente fariam a imersão muito mais rica.

Joguei inúmeras partidas avulsas, mas o modo carreira é o que melhor proporciona a experiência do rally. Desde a preocupação com a posição no ranking, e não apenas com as corridas individualmente, até o cuidado com o uso dos mecânicos para reparar o veículo - eles não podem trabalhar mais de 45 minutos por dia no carro - adicionam uma camada extra de seriedade e preocupação. Apesar de divertir, o modo carreira também não inova, parece que tem algo faltando.

O jogo apresenta apenas os modelos de carro presentes na temporada 2016 da World Rally Championship, o que acaba nos dando uma impressão de pouca variedade. O que muda geralmente são as cores dos mesmos modelos. Mesmo sabendo que diferente das pistas, o que faz a diferença no rally é o piloto, eu gostaria que o jogo usasse de uma licença poética e adicionasse outros veículos, mesmo que num modo mais arcade, só para diversão. Um grande atrativo de jogos de carro sempre foram a enorme variedade de carros que proporcionam experiências diferentes.

Link Youtube | Todos os carros do WRC 6

Problemas à parte, o game é muito legal. Quando recebi o jogo, sentei rapidinho para testar, mas acabei jogando por algumas boas horas. Percebe-se que o jogo não se preocupa com os pontos técnicos, mas se garante quando o assunto é velocidade e diversão.

Eu esperava até que ele fosse bem mais casual do que realmente é, mas me enganei. Para conseguir boas posições é preciso treino e concentração, o game não vai te dar um primeiro lugar de graça.

Para quem não está acostumado com jogos de rally, indico um vídeo onde um piloto ensina como utilizar o freio, freio de mão e o momento das reduções.

Melhorei bastante meu tempo depois que entendi a técnica do mundo real.

Link Youtube

Fica a dica para aprimorar a direção e a sugestão do game.


publicado em 27 de Outubro de 2016, 16:28
12596172 10153389055960906 1551523976 n

Alberto Brandão

É analista de sistemas, estudante de física e escritor colunista do Papo de Homem. Escreve sobre tudo o que acha interessante no Mnenyie, e também produz uma newsletter semanal, a Caos (Con)textual, com textos exclusivos e curadoria de conteúdo. Ficaria honrado em ser seu amigo no Facebook e conversar com você por email.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: