Fizemos um infográfico com 189 dicas de viagem para *todos* os estados brasileiros. Vem ver e deixar a sua também.

Casais que se dão mal por causa de amor. Conhece essa história?

Às vezes dá errado justamente porque queremos que dê certo

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Chivas pdh 130x50 selo
  • Selo consul
  • 130x50 jpg

Nélio acha Cecília uma santa. Doce e delicada, ama animaizinhos pequenos e, quando vê algo engraçado, dá uma risadinha meio aguda. Ele gosta tanto, mas tanto do jeitinho meigo dela, que não conseguiu suportar os finais de semana em que ela, se divertindo, ficava bêbada com os amigos e se soltava. Não se trata de ciúmes ou sensação errônea de posse, de quem ninguém pode vê-la dançando ou feliz. É só que, sendo bem tímido, o jeito expansivo que toma conta dela o deixa ainda mais embaraçado. 

Não deu certo. Terminaram.

Arthur e Laura não se conversam de fato. Casados há quase dois anos, se irritam em evitar o confronto. Ela se enerva com as toalhas que ele deixa em cima da cama logo após o banho e, já ele, com a toalha da mesa na cozinha que vive cheia de migalhas de pão pela manhã depois que ela sai atrasada pro trabalho. Dormem sempre de cabeça quente. Eles já estão pesquisando na Internet os trâmites para um inevitável desquite.

Vai acabar tudo.

Miguel é daqueles caras que somem quando estão apaixonados. Dá dois, três dias sem que ele passe qualquer informação de seu paradeiro, uma semana inteira sem conversas. Isadora é uma garota turrona, daquelas que você jamais vai ver levar pra casa qualquer desaforo. Por conta disso, sempre que ele se retira do cotidiano dela, a Dorinha prepara o troco e não responde os chamados dele, dá um gelo, se esconde. Ele não se abre e ela não pede aproximação. O relacionamento não vai dar em nada.

Nem começou pra poder acabar.

A gente faz muita cagada no amor por pura besteira. Não ficamos, de fato, atentos e disponíveis. Preferimos, pela construção cultural e traumas, apelar pro papel do confronto, pro aperto.

E por isso é importante demais ouvir e perceber como é caricato e bobo esse comportamento, com aprendizados simples que podem nos trazer mais pra perto de relações mais sóbrias, parceiras, cuidadosas.

A coluna Do Amor está aqui no PapodeHomem há dois anos com histórias sobre relações e relacionamentos, contos e crônicas que mostram as dores e delícias do amor, histórias que não seria bom reviver ou que nunca quereremos esquecer.

E, para comemorar, celebrar, perceber a felicidade desse projeto, vamos fazer um livro físico com as cinquenta primeiras edições da coluna! Isso e mais três contos que serão escritos exclusivamente para ficar só na versão impressa!

Ajude o projeto do Livro Do Amor no Catarse!

Como fazer essa iniciativa dar certo?

Com a participação de cada um de vocês. Um projeto colaborativo e profissional, revisado e com capa bonita, todos os contos diagramadinhos lá dentro, agradecimentos em dedicatórias feitas para cada livro e, claro, recompensas!

Temos pôsteres, livros em dupla pra você dar pra quem você tá afim, com notinha de amor escrita pelo Jader Pires e tudo! Tem coração em forma de obra de arte também, tudo Do Amor, pra ler, pra pendurar, pra oferecer como presente, um coração pra se colocar no pedestal.

Vamos!?

Entra lá na página do projeto no Catarse, olha lá do lado direito e escolhe sua recompensa, a que mais te apetece, e veremos esse projeto bonito demais sair para o papel!


Link YouTube

Qualquer dúvida, só me chamar. Vem, me chama, vamos falar. O que importa é fazer acontecer. Ah! Avisa os amigos também!


publicado em 14 de Fevereiro de 2017, 08:40
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e editor do Papo de Homem. Seu livro de contos é o Ela Prefere as Uvas Verdes. Está no Facebook, no Instagram e escreve semanalmente sua newsletter, a Meio-Fio, com contos/crônicas e uma curadoria cultural todas às sextas, direto no seu e-mail.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: