Caveira ou Muleque? [Jogo PdH]

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Um dos frutos diretos da minha ida a Curitiba no Blogcamp PR, em Dezembro desse ano, foi o consumo em grande escala de submarinos no Bar do Alemão, um copo gigante de cerveja com enérgito dentro conhecer o Romulo de Lazzari, da Cuba games, uma empresa de entretenimento digital.

Batemos um papo, trocamos idéia via msn e saiu uma parceria. O primeiro resultado é um joguinho bem divertido pra vocês passarem o Domingo.

A Cuba trabalha com produção de games para empresas, e desenvolve também sites e sistemas. Para quem se interessar, pode conferir o portfólio deles por aqui.

O Jogo

mn
Clique na imagem pra jogar

A competição

O jogo dá nos nervos, é daqueles que você quer terminar de qualquer jeito. Como estou em estado pós-refeição - três pedaços de lombo, dois de picanha, arroz, tutu com bacon, salada, maionese e Guarná Antártica - minha condição é desfavorável.

Mas acredito no potencial de vocês. A primeira pessoa que me enviar um printscreen da tela de conclusão do jogo, são 9 fases se não me engano, ganha um link no RSS da PapodeHomem durante 15 dias.

O Gustavo e o Pedrox já ganharam, agora é tua chance.

muleque-caveira

Então, caveira ou muleque?

ps: a parceria com a Cuba é mais uma novidade pensando nas sugestões que vocês deram no artigo "O que estão achando da PapodeHomem?". A chegada da turma do Futepoca foi a primeira novidade, depois veio o Guilherme com sua BMW X5. E ano que vem tem mais, vocês falam, a gente escutaaa!


publicado em 23 de Dezembro de 2007, 13:28
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: